Precioso Viver: Capítulo 14 (Último Capítulo)

picsart_10-26-04.13.34.jpg


CENA 1: Monte dos Mistérios, Manhã

Fernando acordara no meio do caminho, está apavorado com tudo, e quando sente que o carro pára , ele teme com o que  acontecer, sua vista está embaçada quando retiram o capuz da cabeça dele, mas logo a imagem de Marcos se forma a sua frente, e a surpresa se faz gigantesca.

MARCOS: – Gostou da supresa?      – Ele abraça Fernando ao perguntar.

FERNANDO: – Como? O que houve?

MARCOS: – Eu sei que você está confuso, Fernando, mas está tudo certo. Não precisa se preocupar com nada.

Marcos caminha até a beira do Monte. Fernando o olha.

FERNANDO: – Eu nem sei o que dizer, Marcos, é um misto de felicidade com receio. – Ele afirma enquanto se coloca ao lado de Marcos.

MARCOS: – Diga somente o necessário, que não vai perder sua liberdade, que vai ser livre! – Ele apoia o braço no ombro de Fernando.

FERNANDO: – Você é louco!  – Ele sorri.

MARCOS: – Somos dois loucos, então. Aproveita o nascer do sol.  – Ele afirma antes de sorrir para Fernando.


CENA 2: Estrada,  Manhã

Assim que o dia amanhece completamente, a perícia é realizada no carros da polícia que ficaram totalmente destruídos.

POLICIAL 1: – Com toda certeza será impossível saber se alguém ficou no carro, todos os policiais estão alí, só falta o prisioneiro.

POLICIAL 2: – Infelizmente tenho que concordar com você.

Os policiais que foram amarrados confirmam que não viram Fernando sair do carro, e acreditam piamente que ele morrera queimado, pois estava algemado, e não conseguiria sair.


CENA 3: Aurora, Casa de Isabel e Ruan, Varanda, Exterior, Manhã

Ruan já se prepara para ir até a fazenda quando recebe o telefonema informando da morte de Fernando, e acaba desmaiando. Douglas segura Ruan, que por sua vez desperta rapidamente, ele chora ao se lembrar da notícia que recebera. Ruan se senta.

ISABEL:  – O que houve, Ruan?

RUAN: – O Fernando, meu irmão… – Ele coloca as mãos na cabeça antes de segurar a mão de Isabel.

ISABEL:  – O que aconteceu com ele, Ruan?

RUAN:  – Aconteceu um atentado contra os policiais que o levavam para o presídio. – Ele chora copiosamente. – Meu irmão faleceu.

Ruan conta tudo o que falaram pra ele no telefone, e recebe o abraço de seus amigos, e de sua amada Isabel.

RUAN: – Ele não poderia ter partido assim, não poderia. – Ele afirma enquanto chora no ombro de Isabel.


SEIS MESES DEPOIS


CENA 4: Aurora, Casa de Isabel e Ruan, Quarto, Interior, Manhã

Isabel está próximo do dia de dar à luz, e mesmo assim decide se casar, sua felicidade é imensa. Está se arrumando com Júlia que também espera um filho.

ISABEL: – Hoje é um dos dias mais felizes de minha vida, Julia.

JULIA: – Parabens, amiga.  Você e o Ruan batalharam tanto pra tudo isso, eu e o Douglas estamos muito felizes por vermos nossos amigos finalmente se casando.

ISABEL: – Obrigada, Julia.   – Ela abraça Julia. – Você é sempre será minha amiga, minha irmã.

JULIA: – Agora vamos, pois o Ruan deve de estar nervoso a beça.

ISABEL: – Verdade, minha amiga, assim como eu estou.


CENA 5: Fazenda Vermelha, Exterior, Manhã

Ruan está uma pilha de nervos, e Douglas tenta acalmar o amigo que está bastante agitado no altar montado no Jardim a frente da sede da Fazenda.

DOUGLAS: – Se continuar desse jeito, você terá uma síncope daqui a pouco, se acalma, meu amigo, pois a Isabel já deve estar chegando por aí.

RUAN: – Quero ver você pensar assim quando estiver no meu lugar.

DOUGLAS: – Espero que eu não fique nervoso como você está.

RUAN: – Vai se preparando.

Ruan abre um sorriso grandioso ao ver Isabel chegando.

A entrada de Isabel é emocionante principalmente para Ruan que não contém a emoção. A cerimônia é inesquecível nao só para os noivos, mas tambem para os convidados, logo eles estão casados, e o mais surpreendente acontece. Isabel entra em trabalho de parto alí mesmo na festa de casamento.


CENA 6: Autora, Hospital, Manhã

Ruan se desespera achando que não haverá tempo para chegar ao hospital, porém houve, e ele vê o nascimento do filho. Ruan beija Isabel na testa.

– Eu te amo, meu amor. Eu amo vocês.    – Ele afirma profundamente emocionado.         

Isabel e Ruan beijam simultaneamente o rosto do bebê.


CENA 7: Mirante/Praia, Exterior, Tarde

Fernando está sentado em algumas pedras, ele olha para o mar abaixo de seus pés, Marcos se aproxima e se senta ao lado dele.

MARCOS: – Pensando muito?

Fernando sorri.

FERNANDO: – Sempre. Estou me sentindo estranho por ter mentido mais uma vez para o Ruan, sabe, sobre minha suposta morte.

Marcos segura a mão de Fernando.

MARCOS: – Caso queira, pode contar tudo para ele, só não diga onde você está.

FERNANDO: –  Acho que minha vida nunca foi tão louca, assim. –  Ele diz antes de abracar Marcos. – Vamos curtí-la, aproveitar o nosso precioso viver. Disso tudo aqui eu nunca me arrependerei.   – Ele afirma antes de saltar rumo ao mar.

– Eu também, não! – Ele salta logo atrás.


MESES DEPOIS


CENA 8: Fazenda Vermelha, Campo, Exterior, Tarde

Fernando e Isabel caminham lado a lado. Isabel está com o pequeno Fernando nos braços. Fernando pega o filho nos braços.

Isabel se aproxima de Ruan e do filho, e ficam olhando por um tempo pras águas brilhantes do riacho que corta a fazenda.

RUAN: – Onde meu irmão estiver, eu estarei com ele.

Isabel beija Ruan. O beijo cessa quando ouvem Julia chegar gritando. Julia se aproxima rapidamente.

JULIA: – Chegou isso para você! – Ela diz enquanto entrega o envelope nas mãos de Ruan.

Ruan pega o envelope e abre, é uma carta:

Meu irmão, meu espelho, meu reflexo, espero que esteja tudo bem com você, com a Isabel, com todos que conviveram nem que seja um pouquinho comigo, e que me cobriram com o manto do perdão.

Quero logo me desculpar por tamanha farsa que inventei, pedir perdão por essa mentira, por ter lhe feito sofrer com a minha dita perda. Mas foi melhor assim, acredite, meu irmão, eu precisava estar livre para me fazer uma pessoa melhor.

Não queira saber onde estou, mas estou bem, estou feliz,  e você realmente tinha razão ao dizer que o amor deve ser mais importante que o dinheiro, agora eu sei disso, muito obrigado por não ter desistido de mim, por ter sido esse irmão generoso sempre. De onde estou posso sentir que você está bem, é aquela velha ligação quase inexplicável que gêmeos possuem.

Um forte abraço desse irmão que não foi o melhor irmão do mundo, pelo contrário, mas que o ama muito.

Ruan lê a carta com grande entusiasmo, seus olhos se enchem d’água. Depois de ler tudo que está na carta, Ruan a amassa e joga no rio, Julia e Isabel ficam sem entender nada.

ISABEL: – De quem era, Ruan?

Ruan olha para Isabel.

RUAN: – De quem não importa, meu amor, mas o que estava escrito sim, e estou muito mais  feliz por ter lido isso.

Ruan beija Isabel que tem o filho nos braços. Douglas se aproxima com uma pequena menina nos braços e entrega para Julia que a enche de beijos. Ruan aproxima sua boca um pouco do ouvido de Isabel.

RUAN: – Eu amo muito você. – Ele afirma antes de sorrir.

Ruan e Isabel beijam a bochecha do pequeno Fernando, e sorriem. Um abraço coletivo é dado entre os presentes.

FIM

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s