Máscaras & Verdades: Últimos Capítulos (29)



20170703_070957


2016

CENA 1: MONTES ALTOS | CASA DE DIEGO | SALA | INTERIOR | MANHÃ

Sandro olha para Juliana, mas algo faz com que ele desvie o olhar de forma imediata, tentando afastar toda lembrança do que um dia viveu com ela. Diego por sua vez fica intrigado com os olhares cruzados, então decide por ir direto ao ponto com aquele que está parado em sua porta.

DIEGO: – Da última vez que vi você foi naquele dia em que me acusou de ter matado sua irmã. – Diz, sério.

SANDRO: – E foi por isso que eu vim hoje, Diego… não estou nem um pouco orgulhoso do que lhe acusei e estou aqui para lhe pedir perdão pelo erro que cometi. – Diz, cabisbaixo. – E eu vou entender caso você não queira me perdoar.

DIEGO: – Eu nunca guardei mágoas por você ter me acusado daquela maneira, Sandro… eu amava sua irmã e jamais faria qualquer coisa que a fizesse sofrer ou uma barbaridade daquelas. De qualquer modo, aceito seu perdão, pois sei que naquele momento todos estavam com os sentimentos à flor da pele. – Afirma deixando Sandro um pouco mais aliviado.

SANDRO: – Eu realmente fui um completo idiota ao acusar você. Hoje eu sei quem fez aquilo com minha irmã.

DIEGO: – Aquele que eu sempre disse, não é mesmo? – Indaga, curioso.

SANDRO: – Sim, o Isaque Malvez, mas ele está desaparecido depois de tudo que fez. – Responde, pensativo. – Mas de alguma forma, mesmo que isso não seja uma coisa boa, sinto que a justiça ainda vai ser feita. – Confidencia, olhando diretamente para Diego.

DIEGO: – E você pode contar comigo para o que precisar, Sandro, pois tudo vai se resolver, acredite!


CENA 2: MONTES ALTOS | FACULDADE | EXTERIOR | MANHÃ

Yana caminha ao lado de algumas colegas de curso enquanto ela observa Eron junto de Júlio. Yana para, deixando as colegas seguirem, ela passa a observar com mais atenção.

YANA: – Eu não acredito no que estou vendo… isso não pode estar acontecendo. – Diz, vendo Júlio e Eron muito próximos. – Isso só pode ser um pesadelo. – Ela se move devagar até onde os dois estão, mas desvia e sai de perto.

Júlio observa a atitude estranha de sua ex namorada, mas assim que ela se mistura com os outros, ele volta seu olhar para Eron.

JÚLIO: – Eu jamais imaginei estar ao lado de outro rapaz, sentir o que estou sentindo. – Diz, sorridente.

ERON: – E isso que eu impliquei com você quando nos esbarramos pela primeira vez. – Ele toca a mão de Júlio. – Você foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos tempos… você é sem dúvidas, a melhor coisa.

Ambos se tocam de maneira carinhosa.


CENA 3: MONTES ALTOS | EDIFÍCIO PORTAL | APARTAMENTO DE DAIANA | INTERIOR | MANHÃ

Daiana organiza algumas coisas em sua estante, inevitavelmente se lembra de sua relação com Marcelo ao pegar um porta retrato. Ela sorri como se desejasse viver novamente o amor que ainda vive nela. De repente a campainha toca de forma insistente. Daiana abre a porta.

MARCELO: – Não importa o que você diga, eu vim aqui pra tentar salvar o que ainda resta de nós dois, e se por acaso não resta, podemos recomeçar. – Diz parado em pé na porta.

Daiana abre espaço para que Marcelo entre.


CENA 4: MONTES ALTOS | CASA DE DIEGO | SALA | INTERIOR | MANHÃ

Diego parece analisar Juliana, que por sua vez está um pouco cabisbaixa pensando em Sandro, o homem que a deixou no passado em busca de uma vida melhor.

DIEGO: – É impressão minha ou você e o Sandro já se viram? – Pergunta, curioso, fazendo com que Juliana olhe para ele.

JULIANA: – Não tenho motivos para mentir… eu e o Sandro já nos vimos sim, Diego. – Responde, pensativa. – Mas ele faz parte do meu passado. – Conclui tocando na mão dele.

DIEGO: – Entendi! – Diz, segurando firmemente na mão dela. – Você já havia me falado sobre ele.

JULIANA: – Eu não guardo mágoas dele, Diego… só quero ele bem distante de mim. – Afirma se aconchegando no abraço de Diego.

DIEGO: – Ele ficará, Juliana… assim como o Isaque que Deus o tenha.

JULIANA: – Sobre isso, não tenho certeza que ele tenha ficado no carro… bem, tudo é muito confuso, Diego, eu só tentei tirá-lo, mas depois só lembro do carro explodindo. – Diz, olhando rapidamente para a janela e logo volta o olhar para Diego.

DIEGO: – Então você acha que ele pode estar vivo? – Indaga, intrigado.

CONTINUA

Anúncios

2 comentários sobre “Máscaras & Verdades: Últimos Capítulos (29)

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s