Máscaras & Verdades: Última Semana (25)



20170703_070957


2016
CENA 1: MONTES ALTOS | CASA DE DIEGO | SALA | EXTERIOR | TARDE

Diego olha para Isaque que continua com a arma apontada para a cabeça dele. O ódio nos olhos de Isaque é verdadeiro e a qualquer momento ele pode fazer uma besteira maior ainda do que já vinha fazendo.

DIEGO: – Você só pode estar louco, Isaque! Que conta temos para acertar? – Indaga ignorando a pistola que Isaque empunha. – Que eu saiba foi você quem destruiu minha vida quando se envolveu com a mulher de seu melhor amigo! – Diz, enfrentando Isaque.

ISAQUE: – Eu não destruí nada de você… a Laís gostava de mim, não de você. – Afirma, trêmulo. – Ela só não quis ficar comigo por medo, isso mesmo, medo de você. – Diz, dando alguns passos. Diego também faz o mesmo, mas para ao ver que Isaque pode atirar a qualquer instante.

DIEGO: – E você me matar vai resolver alguma coisa? – Pergunta, tentando não transparecer o nervosismo e o medo.

ISAQUE: – Para mim vai! – Responde cheio de convicção.

DIEGO: – Então vamos lá… vai em frente, faça o que tiver de fazer logo de uma vez. – Pede, ficando estático.

A porta da sala está apenas encostada, permitindo assim a passagem de Juliana que ao entrar no cômodo, se assusta ao ver que Diego está encurralado. Diego vê Juliana então aproveita a distração de Isaque e avança contra ele, derrubando a arma.

DIEGO: – Chama a polícia. – Pede à Juliana enquanto tenta imobilizar Isaque.

Socos e mais socos são dados tanto por Isaque quanto por Diego, os dois rolam no tapete, e sem perceber, Isaque retira um canivete do bolso, enterrando a arma no peito de Diego, que por sua vez cai para o lado, deixando Juliana ainda mais assustada. Isaque consegue recuperar a arma, logo segue para perto de Juliana.

ISAQUE: – Você vem comigo! – Grita, apontando a arma para Juliana.

Isaque sai da casa levando Juliana. Diego fecha os olhos depois de ver Juliana sendo levada.


CENA 2: MONTES ALTOS | HOSPITAL | INTERIOR | TARDE
Marcelo está na sala de espera olhando para o relógio de parede, conta os minutos para ver Daiana novamente. Ele fecha os olhos devagar, pedindo perdão por ter desconfiado da mulher que sempre amou. Marcelo levanta a cabeça somente quando o médico entra na sala.

MARCELO: – Como ela está, Doutor? – Pergunta, preocupado com o que possa ter acontecido.

MÉDICO: – Ela está bem, Marcelo… mas infelizmente a gravidez foi interrompida. Era uma gravidez de risco.
Marcelo se senta novamente na cadeira, deixando as lágrimas caírem. Ele se sente culpado.

MARCELO: – Eu nunca vou me perdoar por isso! – Diz soluçando.


CENA 3: MONTES ALTOS | EDIFÍCIO ASSIS | EXTERIOR | TARDE
De dentro de um táxi, Sebastião observa Sabrina entrar no edifício, ele se abaixa um pouco para que ela não o veja.

SEBASTIÃO (Pensando): – Então é aqui que você mora! – Diz, sorrindo. – Você vai me pagar caro pelo que fez, vai me pagar muito caro e com juros. – Continua, pensando em quando deixou Alberta para ficar com Sabrina, que só se interessava por seu dinheiro. – Seu inferno vai começar antes mesmo do que imagina. – Conclui, sorrindo com grande satisfação.


CENA 4: MONTES ALTOS | RUA | EXTERIOR | TARDE
Joana atende ao pedido de Gabriel, então o leva para ver o local onde ele viveu por um longo período. Gabriel é o primeiro a sair do carro, logo Joana e Viriato também saem. Fábia vem saindo de sua casa mexendo na bolsa, e logo que acha o que procura, levanta o olhar, ficando paralisada. Joana e Fábia ficam frente a frente.

JOANA: – Fábia?! O que você faz aqui? – Pergunta, olhando de forma séria para a mulher que trabalhou para ela como babá.

Gabriel corre até a mãe, olhando feio para Fábia.

GABRIEL: – É ela… foi ela que fez isso… o Lino me contou. – Grita, apontando para Fábia, que por sua vez fica pálida.


CENA 5: MONTES ALTOS | HOSPITAL | INTERIOR | TARDE
Diego é levado às pressas para o hospital depois da Polícia tê-lo achado inconsciente. Ele segue direto para a sala se cirurgia, sendo reconhecido por Marcelo, que fica mais abismado ainda.

MARCELO: – O que será que houve? – Pergunta, acompanhando com os olhos, seu velho amigo ser levado para a área restrita.


CENA 6: MONTES ALTOS | ESTRADA | CARRO | INTERIOR / EXTERIOR | TARDE
Isaque dirige em alta velocidade sem se preocupar com nada e nem com ninguém. Juliana tem as mãos amarradas, mas mesmo assim tenta se soltar.

ISAQUE: – Você vai ver como será muito mais divertido comigo… eu sou melhor que aquele idiota do Diego. – Diz, abrindo um enorme sorriso.

Juliana não dá ouvidos e depois de muito tentar, se solta por completo, e arriscando a própria vida, gruda no pescoço de Isaque, que por sua vez perde o controle da direção, fazendo assim com que o carro saia da pista. O veículo despenca barranco abaixo, parando apenas ao bater com grande força em uma árvore. Juliana e Isaque ficam desacordados.

CONTINUA

Anúncios

2 comentários sobre “Máscaras & Verdades: Última Semana (25)

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s