Palavras ao Vento



brazil-2128654


Que país é esse que não escuta o seu cidadão?
(Até parece ‘Circo e Pão’)
Que maquiam os problemas, fingindo que tudo está bem
E quem está lá em cima parece dizer ‘não devo nada a ninguém’

Que país é esse?
As vozes de quem clama não chegam ao seus ouvidos
O trabalhador (aquele que conhece a dor, o amargo sabor da vida)
aqui tá cada vez mais oprimido.

O que falta mais
O que cabe mais
Para esse navio afundar?
Tudo caminha para o passado
Passado tão indesejado

Eles dizem trabalhar pela democracia
Mas o que impera mesmo é a hipocrisia
O bem querer, o mal fazer
Pouco se importam para o que está a acontecer
Devemos esperar pra ver até onde esse rio irá correr?

Culpa, parcela de culpa
Todos temos, sempre teremos
Pois querendo ou não querendo
Estávamos a decidir

Não arreda o pé daqui
O país há de se reerguer
Mesmo que os escombros lhe impeçam de ver
A luz do sol, um novo dia
Mesmo que não valha de nada essa democracia
Tem que se lutar, não apenas falar
Pois afinal, o futuro é pra já.

Agir…
Antes que sejamos engolidos pela injustiça catastrófica
Antes que nos prendamos na alienação mórbida

Anúncios

5 comentários sobre “Palavras ao Vento

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s