Devaneios 


Humana Idade


Não deviam se importar com a cor da pele
Muito menos se atentar pro fato de curtir funk ou reggae
O mundo é de diferenças, completamente cheio de essências
Que se completam ao mover dos novos passos
Que fabricam novos laços

Não deviam se importar com a sexualidade
E sim com a desigualdade
Que maltrata muitos cidadãos

Não deviam olhar somente pro próprio umbigo
Ou se fazer de amigo
E depois o balde chutar
Quando a situação piorar

A vida é mais do que aparências que se vão rapidamente
Deviam se atentar pra dor dessa gente
Que come o pão que o diabo amassou
Gente que precisa de amor

Dizer que é errado e apedrejar
Parece ser mais fácil do que estender a mão
Apontar e reclamar
Parece mais fácil do que acionar o coração

Olha essa gente, são filhos do mesmo pai
Gente como a gente que não aguenta mais
Olha esse mundo, essa imensidão
Pense fora da caixa… não deixe de olhar por seu irmão
Mas não se esqueça que olhar aqui não é tomar a decisão.

 

Anúncios

5 comentários sobre “Devaneios 

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s