Cartas de Inverno



Querido amigo,

     Eu escrevo para dizer que sinto falta da época em que tudo parecia bem demais, da época em que meu sorriso ia de orelha a orelha e os únicos problemas pareciam ser nada além do que briga boba de criança. A birra, o aborrecimento logo passavam, mais rápido do que poderíamos imaginar, e logo estava tudo resolvido. Hoje me pego olhando para o meu próprio eu e vejo que perdi boa parte daquele sorriso, os problemas não são mais tão simples, tudo parece ter se complicado. Me pego pensando no tempo que perdi e mesmo dizendo que não deveria perder mais tempo com isso, eu perco mesmo assim. Mas devo admitir que apesar de tão difícil que as coisas são ou possam ser, não perdi a vontade de viver o que tem para se viver, não perdi o ânimo para me levantar e caminhar depois de uma queda. O gosto por aprender sempre mais, não desapareceu e sei que tudo vai ficar bem,  sei que os ponteiros continuarão a rodar mesmo que eu não queira, mas mesmo assim estarei tentando mais uma vez. Vou sair do meu quarto agora e ir em direção à uma parte maior da vida e não, não estou preparado para mais um abraço apertado, mas de alguma forma, sei que vou sobreviver e também espero que você sobreviva.

     Com carinho,

                    Ryan

Anúncios

2 comentários sobre “Cartas de Inverno

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s