Palavras ao Vento



El-rompecabezas

Alma Cerne’


Aqui ainda habita um ser humano
Ainda sobrevive mesmo no mundo insano
Um ser humano que não se conhece
E que pede em prece
Que se conheça muito mais.

Aqui habita um ser de carne e osso, desconhecido, até mesmo insosso
Um ser humano pecador, que assim se fez ao chegar nesse mundo
Ainda habita um ser desconhecido
Que sabe o limite estabelecido
Mas não sabe se conseguirá cumprir à fundo os limites desse mundo.

Aqui habita uma obra vinda pó e que ao pó retornará quando tudo acabar
Habita um ser de extremos
Que procura sua identidade
À medida em que caminha pelo tempo.

Aqui habita um ser humano que já foi ingênuo
Que já desacreditou, um ser humano que se perguntou ‘quem sou?’
Aqui habita muito mais que corpo, muito mais que pele
Esse ser humano tem ‘alma cerne’
Que muitos recusam a enxergar
E o pintam como assim desejar.

Anúncios

2 comentários sobre “Palavras ao Vento

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s