O Que o Tempo Levou: Última Semana (29)


20170529_204916-1


ANO DE 2017

CENA 1: PEDRA FINA | CASA DE FRAU HERTA | INTERIOR | MANHÃ

Frau Herta desperta de repente de seus malucos delírios e passa a ouvir a campainha tocando. Ela grita pelas empregadas, mas logo se lembra de que havia dado folga para elas. Frau Herta termina de descer pela escada, olhando para todos os lados como para ter certeza de que realmente não há mais ninguém alí. Ela segue até a porta, abrindo em seguida, ficando de frente para o delegado Emílio e mais outro policial. Frau Herta não tem uma boa memória do delegado, por isso se mantêm intrigada.

FRAU HERTA: – Bom dia, em que posso ajudá-los?

EMÍLIO: – Senhora Frau Herta, a senhora está presa! – Informa, mostrando o mandado para ela.

Frau Herta fica paralisada, como se tudo a sua volta tivesse parado.


CENA 2: PEDRA FINA | PRESÍDIO | EXTERIOR | MANHà

O portão principal é aberto, Estela sai, está olhando para Filipe que se encontra parado próximo de um carro preto, ela sorri. Quando Estela olha para o lado, ela fica definitivamente boquiaberta ao ver Maurício e abaixa o olhar, mirando o pequeno Téo. Téo corre para perto da mãe, que por sua vez o abraça fortemente. Filipe sorri antes de entrar no carro e seguir. Maurício se aproxima de Estela.

MAURÍCIO: – Eu disse que não ia desistir, Estela. – Diz, tocando na mão dela.

ESTELA: – Você cumpriu. – Afirma, olhando para Maurício.

MAURÍCIO: – Você não merecia ter passado por tudo o que passou, não merecia. Agora tudo será diferente. – Afirma, chegando um pouco mais perto e avançando para um beijo, que acontece de forma e intensa e cheio de amor. Téo sorri ao ver os pais se beijando.

Maurício e Estela se afastam um pouco, sorrindo.

MAURÍCIO: – Agora vem, pois há muita gente querendo ver você novamente, querendo abraçar você. – Diz, pegando novamente na mão dela.

Os três seguem para o carro de Maurício.


CENA 3: PEDRA FINA | AEROPORTO | INTERIOR | FIM DA MANHà

Márcia caminha pelo saguão do aeroporto, usa um óculos escuro e tem um estranho sorriso estampado. Ela puxa uma mala vermelha enquanto segue até a saída.

MÁRCIA: – Bom, agora sim posso recomeçar a minha vida. Tudo está calmo, tudo está tranquilo, tudo está perfeitamente bem…- Diz sorridente. – E agora aquela velha idiota da Frau Herta terá que me dar muito dinheiro. – Conclui, tirando os óculos escuro e mordendo uma das ponta das alças.


CENA 4: PEDRA FINA | DELEGACIA | INTERIOR | FIM DA MANHà

Frau Herta se encontra sentada de frente para o delegado Emílio, que por sua vez se levanta, caminhando até próximo da janela, onde ele para e se apoia, olhando para a senhora.

EMÍLIO: – É, dona Frau Herta, demorou, mas a justiça será feita e a verdade apareceu. – Diz, analisando Frau Herta, que continua olhando para o fronte. – A senhora com mais alguém realizou um crime praticamente perfeito e achou a ‘culpada’ certinha. A senhora comprou o juiz, plantou aquele frasco nas coisas da Estela, e sabe lá o que mais a senhora fez. – Diz, voltando a caminhar pela sala.

FRAU HERTA: – Você não viu nada! – Ela sussurra, fazendo com que Emílio volte a olhar para ela, desconfiado.

EMÍLIO: – O que a senhora disse? – Pergunta, se aproximando com uma sobrancelha arqueada.

FRAU HERTA: – Simplesmente que isso tudo aqui não acaba assim, delegado Emílio, não é mesmo? – Indaga com um sorriso tenebroso estampado.

Emilio lança um olhar de raiva para Frau Herta e sai da sala.


CENA 5: DELEGACIA | INTERIOR | FIM DA MANHà

Emílio anda de um lado para o outro no corredor que dá acesso para a sala dele, tem um celular próximo do ouvido, aparenta estar bastante angustiado.

EMÍLIO: – Atende Filipe, atende! – Diz, tentando mais uma vez. – Droga! – Grita ao não obter sucesso na ligação. – Que você esteja bem. – Deseja, enquanto se senta em uma das cadeiras, ficando pensativo.


CENA 6: PEDRA FINA | CASA DE JORGE | INTERIOR | FIM DA MANHà

Estela sai do carro junto do filho e de Maurício, eles seguem para dentro da casa. Estela solta da mão do filho e com lágrimas nos olhos, abraça a mãe, Carmen, que por sua vez  deixa as lágrimas caírem. Saindo do abraço da mãe, Estela segue para Bianca, que demonstra estar muito feliz pelo retorno da irmã mais nova. Jorge também abraça a sobrinha. A emoção é inevitável.


CENA 7: PEDRA FINA | EDIFÍCIO ARAGÃO | EXTERIOR | TARDE 

Filipe sai do carro no mesmo momento em que Márcia sai do táxi. Os irmãos se olham depois de um longo tempo sem se verem. Filipe já sabe que de alguma maneira, Márcia também participou das armações de Frau Herta, os dois de lado opostos da rua. Filipe é surpreendido por um homem que chega montado em uma motocicleta, sem tirar o capacete e muito menos descer do veículo, ele dispara três vezes contra o advogado, fugindo em seguida. Márcia se choca ao ver o irmão caído, já sem vida  do outro lado da rua, ela segue rapidamente até ele, pegando e abraçando o corpo do irmão, chorando copiosamente.

MÁRCIA: – Não!!! – Grita aos prantos. – Meu irmão não! – Ela chora encostando a cabeça dele contra seu peito. – Meu irmão não! – Diz, arrasada.


CENA 8: PEDRA FINA | DELEGACIA |SALA DO DELEGADO | INTERIOR | TARDE

Emílio tenta novamente fazer contato com Filipe, uma situação que o deixa extremamente preocupado. Seus olhos correm pelo interior da sala, até que sua ligação é atendida, mas ele estranha pelo fato de ser uma mulher chorando quem atende.  Emilio fica a saber do que aconteceu com Filipe, seus olhos de imediato se enchem d’água. Após encerrar a ligação, ele arremessa o celular na parede com toda força. Emílio desaba sobre sua mesa, chorando compulsivamente enquanto se lembra de tudo que viveu nos últimos sete anos com Filipe. Ele puxa uma gaveta de sua mesa e passa a olhar para a foto de Filipe em um porta retrato.

EMÍLIO: – Eu…nunca vou esquecer… você. – Diz, chorando.


CENA 9: PEDRA FINA | CASA DE JORGE | INTERIOR | TARDE

Todos estão sentados na sala. O celular de Bianca toca, então ela se afasta, seguindo para a cozinha. O celular volta a tocar, ela então decide por atender a ligação, logo reconhece a voz da pessoa do outro lado da linha.

BIANCA (Ao Celular): – Está ficando fora de si ao me ligar assim do nada? Tínhamos um trato, não temos mais esse trato, tudo acabou há sete anos. Está me ligando por qual motivo? Eu não tenho mais nada a tratar com você.

Do outro lado da linha, a pessoa diz várias coisas, deixando Bianca sem ação, rapidamente encerra a ligação, se apoiando na pia, tentando recuperar o fôlego. De repente Estela entra na cozinha.

ESTELA: – Bianca! – Diz, fazendo com que Bianca arregale os olhos, amedrontada.

CONTINUA

Anúncios

3 comentários sobre “O Que o Tempo Levou: Última Semana (29)

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s