Diálogo Inventado 


tumblr_mulwp7Q3So1sw7dhyo1_500

Desculpa!


– Quero lhe pedir desculpas, porém não sei por onde devo começar. Não sei ao certo se olho nos seus olhos ou só se sinto o peso de seu olhar sobre mim. Acredito que me falta a miraculosa coragem para levantar a cabeça e encara novamente seus olhos castanhos, que trazem a verdade tatuada em seus brancos. Pedir desculpa, quando eu era criança, pedia desculpa por tudo e por nada, hoje já não peço desculpa por nada disso, hoje a minha ignorância me fez acreditar que pedir desculpas é ser fraco, que tolo sou eu de acreditar em algo assim. A verdade é que ainda tenho dificuldades em pedir desculpa, tal como o perdão, pois sei que não sou totalmente merecedor, mas  mesmo assim quero arriscar. Desculpa!

– Você pode começar deixando que esses papéis sejam picados, depois os joguem no fogo que embeleza a lareira e queima a seca madeira. Você pode olhar em meus olhos e deixar que as palavras fluam de maneira leve, e caso não saiam palavras, me abrace como sempre nos abraçamos. Você errou, mas não é por isso que vou apagar toda nossa amizade, não sou uma máquina para esquecer quando bem entender, e nem poderia esquecer de algo que me fez e ainda me faz tão bem. Saiba que um erro seu não apaga todos seus acertos, saiba que meu abraço sempre estará disponível. Eu o desculpo!

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s