Palavras ao Vento


1221411067_catavento


Sob nossas cabeças, o astro que queima, a dúvida teima. Sobre nossos pés todos os viés, os caminhos que parecem não ter sentido. Bem em nossas mãos, a decisão de não decidir. Do lado esquerdo o amor quase perfeito a existir. Do lado direito o imperfeito a sorrir do erro alheio. Dentro de cada um, diferentes essências, pensamentos em iminência, a vida toda a correr, o sol a arder, a nuvem vem se acomodar, tapando a luz que estava a iluminar, tudo isso aqui, dentro de você e de mim. E a mão se fecha, o caminho espera, o que não espera é o tempo. De um lado para o outro, toca o próprio rosto e vê que tudo que achava ser complicado, na verdade é mais simples do que imaginava,

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s