Devaneios: Quereres Poderes


maxresdefault


Eu não quero poder mais me prender a padrões absurdos
Quero encontrar meu próprio mundo
E viver o que Deus me deu.

Eu não quero mais acordar de manhã e sentir
que perdido estou por aí
Eu só quero saber pra onde devo seguir.

Eu não quero poder mais fingir pra tudo ficar bem
Quando na verdade a certeza que tem
É que não devo nada a ninguém.

Eu não quero mais topar com seus olhos julgadores
Com seu coração repleto de horrores
Com sua alma perdida em dores.

Eu não quero poder mais comer do pão que o diabo amassou
Correr atrás do que o vento levou
Quero que ouçam minha voz.

Eu não quero mais repetir as mesmas palavras
Caminhar descalço nas brasas
E morrer por paixões tão rasas.

Eu não quero poder mais omitir a mentira que fere
Nem esperar que o vento carregue
Tudo que não significa mais.

Eu não quero ter a culpa pesada nos ombros
Muito menos viver de assombros
Eu só quero um cantinho de paz.

Eu não quero poder mais ignorar a luz que piscou
Acho que a hora chegou
Então lá vou eu ser realmente o que sou.

Anúncios

2 comentários sobre “Devaneios: Quereres Poderes

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s