O Que o Tempo Levou: Capítulo 9


20170515_210431


Ano de 2009

CENA 1: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO ROMANO | CASA DOS FERREIRA | INTERIOR/EXTERIOR| NOITE

Estela chora, visivelmente decepcionada com o que acabara de ver, seus pensamentos se reportam à tudo o que sua irmã disse , eles se misturam com as lembranças dos beijos de Maurício. Estela sai correndo, aproveita que uma mulher vem entrando e sai rapidamente. Rosa, que acabara de chegar fica sem entender ao ver tal moça chorando passando por ela muito rápido. A mãe de Maurício olha para o centro da sala e vê Paola atracada ao filho.

ROSA: – O que essa mulherzinha está fazendo aqui? – Se pergunta um tanto espantada.

Maurício consegue se soltar de Paola, que exibe um sorriso.

MAURÍCIO: – O que você fez, Paola? – Pergunta enquanto limpa os lábios com a palma da mão.

PAOLA: – Isso é pelo velhos tempos, meu amor. – Responde sorridente.

Maurício a olha com muita raiva.

MAURÍCIO: – Saia daqui, agora, Paola ou eu não repondo por mim.

PAOLA: – Isso aqui é uma festa, não é? – Pergunta provocando enquanto dá meia volta. Ela para de frente para Rosa, mãe de Maurício.

ROSA: – É uma festa, mas você não foi convidada e eu disse para você parar de perseguir meu filho, não disse? Você se faz de surda? Saia daqui imediatamente! – Rosa grita.

Paola continua parada, o que faz com que Rosa comece a puxá-la pelo braço a levando até a porta.

ROSA: – Ordinária, saia daqui! – Uma empregada se aproxima e abre a porta, permitindo assim com que Rosa empurre Paola para fora da casa e também da festa.

Maurício que na confusão esqueceu de Estela, agora olha para todos os lados em busca da amada. Manoel percebe o amigo aflito, porém não compreende o motivo de tal aflição.

MAURÍCIO: – Você não viu a moça com que eu estava? – Pergunta ao olhar para Manoel.

MANOEL: – Você veio com alguém? Eu não sabia… não vi essa moça, mas depois do que houve aqui, ela deve ter ido embora,  meu amigo.

Maurício torna a olhar em volta, buscando algum sinal de Estela, mas nada.

MAURÍCIO: – Meu Deus, meu Deus! Eu tenho que encontrar ela.


CENA 2: ONDAS DO PARAÍSO | RUA | EXTERIOR | NOITE

Estela anda desolada pela calçada, tirou o sapato e agora caminha com eles nas mãos. Ela chora copiosamente enquanto começa a remoer o lembrar do que acabara de ver. Estela se apoia um pouco no tronco de uma árvore, está muito abatida.

ESTELA: – Que ingênua fui eu, que ingênua. – Afirma chorando e voltando a andar. – Eu acreditei que ele me amava de verdade.

Alguns carros passam por Estela, que anda cabisbaixa pela calçada sem destino. Ela só quer poder esquecer o que viu.


CENA 3: ONDAS DO PARAÍSO| BAIRRO ROMANO | CASA DOS FERREIRA | ESCRITÓRIO | INTERIOR | NOITE

Maurício caminha de um lado para o outro se sentindo muito culpado, sua mãe está sentada em uma poltrona também pensando em tudo que aconteceu.

ROSA: – Você deveria ter ficado ao lado de quem você ama, Maurício. Eu a vi saindo chorando, na certa deve estar pensando o pior de você. – Diz, encarando o filho. – E com um pouco de razão, me desculpe, mas é isso mesmo. – Afirma, séria. – Você permitiu que isso acontecesse, permitiu. Eu achei que você já tinha resolvido tudo com a Paola, mas aí ela me aparece aqui e arma tudo isso. Você tem de ir atrás da Estela.

MAURÍCIO: – É isso que vou fazer, mãe. Não posso perder o amor da minha, a mulher que me faz tão bem. Vou explicar tudo para ela, eu sei que não será fácil, mas eu vou explicar tudo.

Rosa se levanta da poltrona. Maurício para de andar de um lado para o outro.

ROSA: – Eu estou torcendo por você, filho. Vai logo atrás dela e acerta tudo. – Incentiva abrindo um sorriso.

MAURÍCIO: – Dispensa os convidados por mim , mãe. Eu vou atrás do meu amor. – Diz enquanto se dirige para a porta do escritório que dá para fora da casa.

Assim que Maurício sai por uma porta, seu pai entra por outra.

CLODOALDO: – Então, o que houve?

ROSA: – Ele foi atrás da namorada, meu amor. Ele faz bem, pois eu senti a decepção nos olhos daquela moça, ela não merecia isso. – Responde olhando serenamente nos olhos de Clodoaldo.

CLODOALDO: – Vamos torcer para que tudo dê certo. – Diz enquanto abraça a esposa.


CENA 4: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO COSTEIRO | CASA DOS BELMONTE | EXTERIOR| QUARTO | INTERIOR | NOITE 

Estela sai do táxi rapidamente, ainda chora, o táxi fica parado, ela entra na casa com rapidez. Carmen está em seu quarto e escuta a porta do quarto de Estela bater com muita força. Estela enxuga algumas lágrimas que insistem em cair.

ESTELA: – Não vou ficar mais aqui, não vou. – Afirma enquanto pensa no que viu na festa. – Se ele pensa que vai ne fazer de idiota, está muito enganado. – Diz enquanto pega uma mala embaixo da cama.

Carmen entra no quarto da filha e se espanta.

CARMEN: – O que aconteceu filha? Para que essa mala?

ESTELA: – Aconteceu tudo, mãe, tudo. – Responde com profunda tristeza. – Eu vou pra casa do tio. – Ela volta a chorar. Carmen se aproxima e abraça a filha.

CARMEN: – Você não quer me contar o que aconteceu?

Estela sai do abraço da mãe e volta a colocar algumas roupas na mala,  se segurando para não chorar mais.

ESTELA: – Eu não quero mais lembrar disso, mãe. Eu só quero esquecer o que eu vi, o que senti essa noite me feriu muito. Não tenho forças para continuar aqui. – Ela conta enquanto fecha a mala. – Desculpa, mãe, eu amo muito a senhora. – Ela para em frente a mãe, que a abraça mais uma vez tentando entender o que se passa.

Estela sai do quarto e segue pelo corredor, Carmen vai com ela. Estela para próximo da porta, ela carrega uma mala preta.

ESTELA: – Vou passar um tempo na casa do tio Jorge e depois eu volto, mãe. – Diz visivelmente emocionada.

CARMEN: – Eu só vou ficar tranquila por você estar indo para a casa do seu tio, pois sei que ele vai cuidar de você, mas não deixe de dar notícias, prometo que vou lá te visitar, filha.

Mais um abraço emocionado entre mãe e filha. Estela sai de casa, entra no táxi e segue para a cidade vizinha. As nuvens no céu estão espessas, logo é notável alguns pingos de chuva.


CENA 5: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO COSTEIRO | CASA DOS BELMONTE | EXTERIOR | NOITE 

Assim que Estela sai, Maurício encosta o carro, vem acompanhando de Manoel. Maurício e o amigo saem do carro. Maurício toca a campainha e logo Carmen atende.

MAURÍCIO: – Eu não fiz nada dona Carmen, foi tudo um mal entendido. Eu amo demais sua filha, jamais iria trair ela, jamais. – Diz assim que vê Carmen em sua frente. – Eu sei que a senhora não tem motivo para acreditar em mim, mas eu estou dizendo a verdade… deixa eu falar com ela.

Carmen vê sinceridade no olhar de Maurício, mas fica cabisbaixa.

CARMEN: – Ela acabou de sair Maurício, foi para Pedra Fina. – Diz com certa tristeza.

MAURÍCIO: – Eu vou para lá, não posso deixar a Estela desse jeito, não posso. Obrigado, dona Carmen e desculpe qualquer coisa. – Ele se vira e segue para o carro junto de Manoel.

Uma chuva mais forte começa.


CENA 6: ONDAS DO PARAÍSO | RODOVIA | EXTERIOR | NOITE 

O Motorista do táxi segue em uma velocidade razoável, Estela está no banco de trás remoendo tudo que viveu, ainda está muito confusa, os olhos cheios de lágrimas. O taxista a observa. A chuva aperta no trecho onde estão. O farol do carro ilumina uma placa de curva acentuada a direita. Quando o carro começa a passar pela curva, se depara com um grande deslizamento de barreira, o motorista não consegue frear em tempo. O táxi bate em um monte de terra e pedras e decola antes de descer pelo barranco e capotar algumas vezes. O que se vê em seguida é a explosão do veículo.


||| AMANHÃ|||

Maurício, Carmen e Bianca ficam sabendo do que aconteceu com Estela. 


CONTINUA

Anúncios

6 comentários sobre “O Que o Tempo Levou: Capítulo 9

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s