O Que o Tempo Levou: Capítulo 4


20170515_210431



ANO DE 2009

CENA 1: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO COSTEIRO | CASA DOS BELMONTE | COZINHA | INTERIOR | MANHà

Estela sai do abraço e começa a andar de um lado para o outro, tenta digerir tudo o que sua mãe contou. Mãe e filha se olham com compreensão às vezes. Estela para próximo da porta da cozinha.

ESTELA: – Minha irmã tendo um caso com um homem casado, meu Deus. – Ela coloca as mãos na cabeça. – Será que ela não pensa na senhora, na gente. Ninguém aqui está dizendo que ela não deve ser feliz, mas estar com um homem casado é ruim principalmente.

Quando Estela levanta o olhar, vê sua irmã vindo para a cozinha. Bianca passa por Estela e segue para perto da geladeira, ela abre o eletrodoméstico e pega um pote de iogurte, assim que volta a fechar, Estela está do seu lado.

ESTELA: – Vamos conversar. – Diz encarando a irmã mais velha.

BIANCA: – Conversar? Eu não tenho nada para conversar. – Afirma enquanto abre o iogurte.

ESTELA: – Ah, tem sim, tem muito o que conversar, Bianca.

Bianca olha para a mãe que está sentada na cadeira observando tudo.

BIANCA: – Tá ficando velha e tá ficando fofoqueira, mãe. Não tinha que ter contado nada pra ela.

ESTELA: – Olha como você fala com nossa mãe! A errada aqui é você e não nossa mãe, ouviu?

Bianca abre um sorriso.

BIANCA: – Está querendo tomar o posto de irmã mais velha, Estela? – Questiona com sarcasmo. – Eu não lhe devo satisfação da minha vida, ouviu? Vê se vai procurar um namorado e me deixa em paz. – Bianca sai da cozinha e segue diretamente para o quarto dela.

Carmen ameaça em levantar , mas Estela não deixa.

ESTELA: – Deixe que eu cuido disso, mãe. – Afirma antes de sair da cozinha, deixando a mãe pensativa.


CENA 2: ONDAS DO PARAÍSO 

Um cachorro corre atrás de um disco de plástico que é arremessado por uma jovem sorridente. As ondas batem no paredão de pedra fazendo com que muita água seja arremessada.


CENA 3: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO ROMANO | CASA DOS FERREIRA | QUARTO DE MAURÍCIO | INTERIOR | MANHà

Maurício sai do banho enrolado em uma toalha, ele tenta não pensar muito em Estela, mas volta e meia lembra do beijo acidental e ele se pega sorrindo. Maurício se veste e assim que termina, alguém bate na porta.

CLODOALDO  (Do Outro Lado da Porta): – Filho, posso entrar?

MAURÍCIO: Claro, pai.

Clodoaldo abre e fecha a porta logo em seguida. Ele se aproxima do filho que está verificando algumas coisas no celular.

CLODOALDO: – Então, eu vim aqui saber se você já resolveu aquele assunto do amor à primeira vista.

Maurício deixa o celular em cima da cama e olha para o pai, ele sorri.

MAURÍCIO: – Não tive coragem suficiente, pai. Mas eu tenho de resolver isso logo, pois estou ficando maluco.

CLODOALDO: – Se você sente que isso realmente é de verdade, então tem que lutar, filho, não importa quantos dias você a conheça ou deixa de conhecer.

MAURÍCIO: – Eu estava pensando em dizer pra ela o que sinto ainda hoje, tomara que eu não a assuste. – Diz, receoso.

CLODOALDO: – Tenho certeza que dará tudo certo, filho. E pode contar comigo para o que precisar. – Diz, sorridente. – Mas me diz aí, quem é ela, filho?

MAURÍCIO: – Por enquanto não vou dizer, pai, mas prometo que em breve digo, se tudo der certo.

CLODOALDO: – Você e seus mistérios, mas tudo bem. Eu só quero que você seja feliz.


CENA 4: ONDAS DO PARAÍSO | MANHÃ

Os carros vem e vão pelas ruas e avenidas da cidade. O movimento de pessoas pelas calçadas também começa a aumentar.


CENA 5: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO COSTEIRO | CASA DOS BELMONTE | QUARTO DE ESTELA | INTERIOR | MANHà

Estela entra no quarto da irmã mais velha. Bianca a encara de perto da janela, ela olha a irmã mais nova com raiva.

BIANCA: – Sai do meu quarto, eu não chamei você aqui, Estela.

ESTELA: – A gente vai conversar.

BIANCA: – Já disse que não tenho nada para conversar, principalmente com você, Estela. Vai cuidar da sua vida e me deixa em paz. – Grita enquanto pega um objeto e arremessa próximo da porta.

ESTELA: – Tá ficando louca? – Pergunta enquanto avança para perto de Bianca.

BIANCA: – Você quem pediu isso. – Ela sorri.

Estela agora está próxima de Bianca, as duas se encaram com raiva. Estela é rápida e desfere um tapa no rosto da irmã mais velha.

ESTELA: – Isso é pra você aprender a respeitar a mamãe e essa casa.

Bianca fica meio tonta com o tapa que recebe, logo ela se recupera e começa a puxar os cabelos de Estela que arranha o rosto da irmã com as unhas. Carmen entra no quarto depois de tanta gritaria e se depara com a cena das filhas se engalfinhando.

CARMEN: – Parem, parem vocês duas! – Ela grita enquanto tenta separar Estela e Bianca.

Carmen consegue separar as duas, que estão totalmente descabeladas. Bianca olha para Estela com muita raiva.

BIANCA: – Isso não vai ficar assim, ok? – Ameaça enquanto sua mãe a segura.

ESTELA: – Isso é pra você aprender a não se sentir superior a quem ama você, a quem te dá do bom e do melhor sempre. Nossa mãe trabalhou durante muitos anos e você deveria agradecer e não tratar ela do jeito que você trata.

BIANCA: – Você não é ninguém pra dizer o que devo ou não fazer, Estela.

CARMEN: – Vai se arrumar para ir pro trabalho, Estela. A Bianca, essa eu vou ter uma conversa definitiva. – Diz enquanto alterna em olhar para as duas. Antes de sair, Estela olha para a irmã.

ESTELA: – Não tente brigar com nossa mãe de novo ou você vai ver comigo. – Diz antes de sair.

Carmen encara a filha mais velha.


CENA 6: ONDAS DO PARAÍSO | MANHà

Algumas pessoas caminham pela orla, outra a andam de bicicleta. As nuvens no céu corre depressa. Alguns pescadores estão no mar jogando suas redes.


CENA 7: ONDAS DO PARAÍSO | BAIRRO ROMANO | CASA DOS FERREIRA | SALA | INTERIOR | MANHà

Maurício desce pela escada e quando chega na sala vê o pai e a mãe sentados no sofá, cada um com uma xícara de chá. Rodrigo os olha e sorri.

ROSA: – Bom dia, filho! Não vai comer nada?

MAURÍCIO: – Não vou, mãe. Tenho que resolver algo muito importante.  – Diz antes de beijar o rosto dela. – Mas prometo que volto para o almoço.

Maurício sai de casa, deixando Rosa um pouco intrigada. Rosa olha para Clodoaldo sem entender.

ROSA: – Nosso filho está diferente, o que será que aconteceu? – Questiona olhando para o marido.

CLODOALDO: – Eu acho melhor que ele conte pra você, meu amor.

ROSA: – Sei… nem vou insistir, pois você não conta nada quando guarda segredo. – Ela diz, sorrindo. – Mas quando ele voltar , vou perguntar com certeza. – Rosa leva a xícara com chá a3 boca e sorve o líquido enquanto olha para Clodoaldo.


CENA 8: ONDAS DO PARAÍSO | MANHà

Maurício segue em seu carro, nos seus pensamentos só há lugar para Estela, ele sorri constantemente enquanto está na direção.


CENA 9: ONDAS DO PARAÍSO | CENTRO | AGÊNCIA CRIATIVIDADE | EXTERIOR/INTERIOR | MANHà

Maurício estaciona o carro em frente do prédio da agência. Ele olha para os lados e segue para dentro do prédio, logo ele está no elevador, enquanto sobe até o andar em que fica sua sala, ele olha para o relógio. O elevador para, a porta é aberta, Maurício sai e segue em direção a sua sala, ele olha para a mesa de Estela e fica pensativo, seus pensamentos são interrompidos por Laís.

LAÍS: – Ela ainda não chegou, senhor, mas já deve estar chegando.

MAURÍCIO: – Fui eu quem chegou cedo demais. Quando ela chegar, peça para que ela vá urgentemente na minha sala. –  Diz enquanto coloca a mão na maçaneta da porta.

LAÍS: – Pode deixar, senhor. – Diz antes dele entrar na sala e fechar  a porta.

Os minutos passam. Laís está próxima da mesa de Estela, e observa o elevador chegar, logo Estela sai de dentro e vem em direção da sua mesa de trabalho.

LAÍS:  – Bom dia, Estela! – Diz abrindo um sorriso.

ESTELA: – Bom dia, Laís. – Responde enquanto coloca a bolsa em cima da mesa.

LAÍS: – O Maurício quer falar com você, Estela. – Ela informa.

ESTELA: – Ele já está aí? – Pergunta, surpresa.

LAÍS: – Sim, chegou cedo hoje, até me admirei… mas agora vai lá, pois ele disse ser urgente o que tem para conversar.

ESTELA: – Tomara que não seja nenhuma coisa grave. – Diz enquanto se encaminha para a porta da sala de Maurício.

Estela abre a porta.


CENA 10: ONDAS DO PARAÍSO | CENTRO | AGÊNCIA CRIATIVIDADE | SALA DE MAURÍCIO | INTERIOR | MANHà

Estela entra na sala e fecha a porta, ela está apreensiva, e assim que vira e visualiza Maurício, ela torna a se lembrar do beijo acidental que ocorreu na noite anterior. Maurício olha para Estela com um olhar sereno, ele se levanta de sua cadeira e segue até perto de Estela, um fica de frente para o outro. Ela tenta entender o de tão urgente pode ser, e ele admira os olhos dela e pensa no beijo.


||| AMANHÃ |||

Maurício está completamente apaixonado por sua nova secretária, mas teme revelar tal fato para ela.

CONTINUA 


Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s