OBSCURO: Saber o Nada


amenizar-dor-da-perda


Verdadeiramente não sei de muita coisa, isso para não dizer que sou sabe do nada. Não sei se haverá um amanhã, se haverá manhã. Não sei se as próximas horas serão de silêncio ou haverá barulho. De verdade, eu acho que haverá um novo dia, que as próximas horas serão acolhedoras, mas achar somente não emoldura toda certeza necessária para que haja um repouso integral.

Verdadeiramente não sei se vou sair de casa amanhã. Não sei se haverá mais choro ou mais risos. Não sei se as nuvens vão se acumular no céu logo de manhã. Não sei se o amanhã na manhã irá fazer frio. De verdade, eu penso que amanhã poderei sair tranquilamente sabendo que voltarei, mas pensar somente não é mergulhar completamente no mar de certeza.

Verdadeiramente sei apenas que dia e noite não me pertencem, que a qualquer momento o tempo soprará o seu vento implacável e recolherá o que está formado, o que ainda não se formou e o que está para nascer em meu ser. Confiar… estou confiando no invisível que dirige todo esse espetáculo. Confiando que ainda não é hora das cortinas se fecharem.

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s