Devaneios: Despertar


Já não posso ser o mesmo de antes, olhar a lua com o mesmo olhar,
Não posso ter a mesma opinião se o todo já não é mais nada,
Já não posso caminhar descalço, sentir a terra viva tocando os pés,
Não posso mais ir adiante nesse caminho, nessa estrada.

Não tenho mais a mesma inocência,
Já conheço o perfume do mal,
E já tranquei por sete chaves a essência… em mim.

Já não posso continuar, outra estrada, novo caminho terei que criar,
Não posso enfraquecer e deixar o desespero vencer,
Já não quero mais aquele velho amor, me afogar nesse mar de dor,
Não posso parar e ver a vida passar sem eu viver.

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s