Palavras ao Vento


Sumiu, desapareceu, encolheu, se encobriu,
Não se sabe, não se viu, não se ouviu,
Seus passos devagar, seu respirar pausado,
O portão a fechar, de manhã, quarto desarrumado.

Onde foi parar o olhar destemido,
O sorriso endurecido
Pelo frio da manhã?

Para onde foi seus cabelos bem penteados,
Seu perfume adocicado,
Sua rotina misteriosa?

Como apareceu,
Também desapareceu,
Sem falar, só o olhar ficou a marcar,
Um dia talvez há de retornar.

Anúncios

Um comentário sobre “Palavras ao Vento

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s