Devaneios


Ele ainda é criança
A inocência não se desfez
Mesmo contando vinte e seis
Na linha da vida
Costurando toda ferida.

Ele ainda tem sonhos
Procura sempre almejar
Não desiste da luta
Quer sempre se renovar.

Tão puro e simples
Afetado pela construção de valores
Valores sem amores.

Ele ainda é criança
Brinca de aviador
Joga do alto todo desamor.

Castelo de areia
Envolto na teia
De ideais que não são mais
Aqueles que realmente importam
As coisas se desenrolam.

Devagar e sempre
Sempre tentando ser o que realmente é
Desviando das pedras e espinhos
E mantendo a fé.

Ele ainda é criança
Acredita no melhor
Desconhece a falsidade
Não por querer, mas por preferir ser da verdade.

Anúncios

4 comentários sobre “Devaneios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s