OBSCURO


amorplatonico221


As dores de um amor não correspondido foram dadas para algumas pessoas de presente ainda na juventude, naquele  momento não sabiam como lidar com elas, e talvez ainda não saibam lidar com as dores, mas aprenderam a evitá-las, e consequentemente deixaram seus corações aprisionados, crente de que não sentiriam mais a bruta dor que tantas vezes arrastou suas correntes pelo chão de suas moradas, fazendo seu barulho típico e assustador, parece até que dizia ‘esteja preparado para mais um momento de novas feridas’, quando o barulho cessava, o coração acelerava  sozinho.

Dores rimam com amores, e poderia ser assim somente nas poesias, nas canções, nos poemas que traduzem algo sofrível, mas tal rima toma dimensões realistas para os despreparados, que de uma forma ou de outra, somos todos nós, mesmo que achemos estar no mais absoluto preparo, porém o despreparo se faz visível quando o que parecia ser bem construído, desmorona. Choros, lágrimas, tristeza são excelentes  companhias, excelentes sugadores de energia que deveria ser usada para o levantar e o seguir adiante.

Quem já teve um amor não correspondido ou paixão platônica sabe o que é se sentir feliz  vendo o outro feliz, mas a felicidade se embebeda com a tristeza, que por sua vez não bebe toda a bebida, joga fora e deixa a outra se embebedar sozinha, para que assim ela possa tomar seu lugar, logo então temos um sentimento usurpador, e a alegria de início não mais existe. A tristeza no lugar que nunca deveria ser dela espera a dor estacionar para que assim ela se sinta triunfal.


Onde eu estava com a cabeça quando decidi escrever ‘Obscuro’? Provavelmente no mundo da lua, mas não na parte clara, mas sim na parte escura que esconde muitos segredos assim como nós mesmos sem querer, escondemos. Uma série de devaneios que desejava sair da prisão que minha imaginação se tornou.

Anúncios

6 comentários sobre “OBSCURO

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s