A Jogada: Capítulo 21


20170325_185603


CENA 1: Maré Verde, Hospital, Quarto, Interior, Noite

Teresa entra e logo em seguida entra Hugo. Teresa continua a olhar boquiaberta para Enrique e Manoel, e Hugo se aproxima dela. Teresa olha para Hugo como se quisesse uma resposta para aquilo na  sua frente, resposta que nem ele mesmo tinha.

TERESA: – Quem é o Enrique? – Pergunta com dúvidas principalmente agora por estar os dois com os cabelos um pouco baixo.

Enrique sorri da confusão que Teresa se encontra. Os dois se olham.

ENRIQUE: – Eu sou o Enrique, Teresa. – Diz entendendo a mão.

Teresa olha para o outro homem idêntico rapidamente e depois volta seu olhar para Enrique. Ela se aproxima dele com muita saudade e o abraça.

TERESA: – Fiquei  com muita saudade de você, Enrique.

ENRIQUE: – Eu também, meu amor, mas agora já está tudo bem. Você está aqui comigo, eu estou melhor.

TERESA: – Quem é ele? É seu irmão?  – Pergunta sobre o outro homem.

ENRIQUE: – Você também acha que ele é meu irmão?

TERESA: – Não tem como não ser, Enrique.

Enrique volta seu olhar para Manoel, que por sua vez conversa com Hugo.


CENA 2: Maré Verde 

Algumas ambulâncias deixam o hospital. Diminui o tráfego de veículos, a madrugada se aproxima rapidamente fazendo com que o trânsito diminua.

Algumas pessoas caminham na praia juntos dos primeiros raios de sol. O sol logo aparece por completo deixando a praia belíssima nas primeiras horas da manhã.


CENA 3: Bairro Beira Mar, Casa de Eliza, Interior, Manhã 

Eliza observa Eros dormindo,  ao seu lado repousa uma carta, e os olhos dela marejam. Eliza  pára ao lado de Eros e beija sua bochecha.

ELIZA: – Eu tenho que fazer isso, Eros. – Diz enxugando algumas lágrimas.

Eliza sai do quarto e vai até a sala, ela olha para todos os lados, parece se despedir de tudo alí. Eliza deixa a casa e entra em um táxi que já está parado na rua a sua espera.

Dentro do quarto, Eros desperta de repente e não vê Eliza ao seu lado. Eros observa uma quarta, a pega em suas mãos e lê.

EROS: – Não, não Eliza! – Grita após ler o que dizia a carta.


CENA 4: Maré Verde, Avenida, Exterior, Manhã 

O táxi em que está Eliza segue rapidamente, ela está com a cabeça encostada no vidro da janela, e pensa em tudo que lhe aconteceu nos últimos tempos. Eliza sorri ao se lembrar de Eros. O táxi entra em um túnel.


CENA 5: Delegacia, Recepção, Interior, Manhã

Soraia e Rebeca estão sentadas lado a lado em cadeiras próximo da parede. Vários policiais seguem para lá e para cá.

SORAIA: – Você acha que será fácil descobrir quem matou ele?

REBECA: – Nem um pouco, mana, pois você sabe que nosso pai tinha muitos inimigos. O delegado com certeza deve estar suspeitando de todos,  até mesmo daqueles que diziam  ser amigos.

SORAIA: – Até mesmo de nós?

REBECA: – Acredito que sim! – Responde voltando seu olhar para a porta da sala  do delegado.


CENA 6: Maré Verde

Uma multidão lota a areia da praia, o calor é intenso logo pela manhã, alguma estão no mar se banhando. O movimento no porto também se faz intenso. Um carro preto estaciona próximo do posto, o vidro Preto não permite identificar o motorista.


CENA 7: Porto de Amaral, Exterior, Manhã 

O mesmo carro preto continua parado, logo a porta se abre revelando ser Igor, que sai e fecha a porta. Igor olha para todos os lados e vê Pacheco vindo em sua direção.  Pacheco se aproxima de Igor com um grande sorriso no rosto.

PACHECO: – Então o patrão agora é o senhor?

IGOR: – Sim.Responde firme. – As regras desse jogo são essas.

PACHECO: – Desculpa perguntar isso, senhor, mas quem você acha que pode ter matado o Estefano.

Igor encara Pacheco, que por sua vez espera por uma resposta, temeroso.

IGOR: – Sinceramente, qualquer um de nós, mas não vamos falar disso. Vamos trabalhar, recomeçar do zero praticamente.

PACHECO: – Como assim, senhor?

Outros trabalhadores começam a se aproximar. Igor olha em volta.

IGOR: – A partir de hoje ninguém mais será obrigado a ter que trabalhar com produtos ilícitos. Vamos funcionar apenas como um Porto, apenas.  Ninguém mais será ameaçado pi terão suas famílias ameaçadas, fiquem tranquilos.

Um burburinho começa a se formar. Igor passa por alguns trabalhadores, Pacheco o segue.

PACHECO: – O senhor deve saber que não será fácil sair dessa, não é?

IGOR: – Eu sei, Pacheco, mas esse Porto não vai mais embalar drogas, e eu vou fazer de tudo  pra isso. Você está comigo?

PACHECO: – Estou senhor, pode contar comigo!


CENA 8: Hospital, Quarto, Interior, Manhã 

Teresa segura as mãos de Enrique, que sorri para ela assim que desperta. Os dois se entendem por olhar. Teresa beija Enrique de forma apaixonada.

ENRIQUE: – Eu não me esqueci da surpresa que prometi fazer. – Diz após o beijo.

TERESA: – Eu também tenho uma surpresa para você.
Enrique arregala os olhos e mantêm  seu sorriso. Teresa aperta sua mão e a leva até sua barriga.

TERESA: – Eu descobri que estou grávida, Enrique.

ENRIQUE: – Teresa! – Exclama surpreso. – Isso é maravilhoso, meu amor. Eu serei pai! – Diz emocionado com a notícia.

Enrique leva a mão de Teresa até próximo de seus lábios e a beija.

ENRIQUE: – Essa é a melhor notícia que eu poderia ter recebido depois disso tudo.

Teresa abraça Enrique e ambos  se emocionam. Teresa se afasta e olha para Enrique, que continua a segurar sua mão.

ENRIQUE: – Eu sei que não é um bom momento, mas mesmo assim tenho que dizer, era pra ser ontem, mas tudo isso aconteceu. – Diz fitando os olhos de sua amada. – Casa comigo, Teresa?

A emoção de Teresa aumenta muito mais com essa pergunta, ela então começa a chorar de felicidade.

TERESA: – Sim, eu caso, Enrique. É tudo o que eu mais quero. – Diz com grande emoção.

Os dois voltam a se beijar. Manoel desperta e os vê, logo ele pensa em Rebeca.

MANOEL (Pensando): – Tenho que dar um jeito de avisar a Rebeca de que estou aqui e que estou bem.


CENA 9: Bairro Alto, Casa de Lucas, Sala, Interior, Manhã 

Lucas está sentado no sofá, vê algumas notícias pelo notebook quando Ariadna vem do quarto, parece estar com uma expressão nada boa.

LUCAS: – Percebo que não dormiu bem. – Comenta ao levantar seu olhar.

ARIADNA: – Antes fosse isso, Lucas, mas o caso é antigo.

LUCAS: – E se chama Igor, não é mesmo?

ARIADNA: – Sim. Ele me ligou ontem a noite, disse que precisava de alguns conselhos, então eu dei, mas eu não queria que ele precisasse somente dos meus conselhos.

LUCAS: – Faça o seguinte, mana. Apague o número dele, só assim para ele saber de fato que está tentando esquecê-lo.

ARIANDA: – Isso é uma boa ideia, Lucas.

LUCAS: – Ele não é homem para você e a senhorita sabe disso. – Diz se levantando do Sofá. – Agora vou me arrumar, pois preciso ir até o hospital, o Enrique foi encontrado, finalmente. É você pense no que lhe falei.


CENA 10: Maré Verde 

Muitas pessoas seguem pelas calçadas, os espaços são todos tomados. Um grupo de pessoa atravessa na faixa de pedestres enquanto os carros aguardam. Em frente da delegacia, alguns carros de Polícia estão estacionados, logo o táxi onde está Eliza pára e ela desce depois de acertar a corrida com o motorista. Eliza olha para a fachada do prédio, e entra.


CENA 11: Delegacia, Recepção, Sala do Delegado, Interior, Manhã 

Soraia e Rebeca continuam a conversar enquanto Eliza passa por elas sem ser notada. Eliza segue para a sala do Delegado. Soraia vê a porta se abrindo e fica furiosa.

SORAIA: – A gente já está aqui há algum tempo, e não nos atenderam, e essa acabou de chegar e já foi direto falar com ele. – Diz se levantando.

REBECA: – Espera! Onde você vai, mana?

SORAIA: – Vou resolver isso logo de uma vez, Rebeca.

Soraia segue para a sala do Delegado Ramiro, e assim que entra, Eliza que está sentada na cadeira à frente da mesa do delegado, se vira. Soraia fica boquiaberta, ela reconhece a irmã.

CONTINUA

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s