Devaneios


A verdade não contava, era desprezada pela opressão que rondava

Muitos desapareciam ou não resistiam

Parecia ser sombrio aqueles dias, e sem falar das noites.

Os dias eram de medo, de luta, desassossego

De assombro marginal

A opressão vinha de cima

Parecia que o mal

Tomaria conta da sina.

Lutavam pela vida própria e alheia que anseia

A justiça levantar e a opressão sumir

Os dias foram assim

Foram de amor, intenso amor

De rios de dor

Os dias foram assim

De revolução

Contra a opressão.

Tampas nos olhos, na boca também

Onde está esse alguém?

Ninguém viu, ele sumiu

Por querer ter um futuro

E não viver mais no escuro.

Que não se repita

Que não volte a acontecer

Que não volte a assombrar.

Os dias não mais serão assim

Espera que tudo  de ruim tenha chegado ao fim.

Anúncios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s