Devaneios

E o que resta é a saudade de um tempo que não volta mais

Sobra saudade, falta humildade  de outros tempos

Falta reciprocidade, sobra desconfiança dos ventos.

Hoje os dias para alguns estão mais cinzentos

Hoje os dias para outros estão mais azuis.

O medo ainda reino naqueles que acham que cresceram

E que não conhecem da missa, a metade

Hoje poucos são de verdades.

Anúncios

Um comentário sobre “Devaneios

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s