O Mago: Capítulo 12 (Terceira Temporada)


Sem Magia 

Parte 3

S03E12


Lion pega o irmão nos braços e o coloca na cama. Aron  repousa serenamente enquanto seu irmão o observa. Lion pensa em um modo de saber como o irmão ficou desacordado da maneira em que está, ele se levanta rapidamente da cama, e colhe  os pedaços da xícara que ficaram espalhados pelo chão.

– Isso vai me ajudar a saber o que houve aqui. – Afirma o jovem estendendo a mão com os pedaços da xícara. – Epraza Orabre Ectobran. – Pronuncia Lion passando sua outra mão livre por cima dos pedaços.

Lion vê tudo o que aconteceu com seu irmão, e fica enraivecido, assim que o feitiço termina de lhe mostrar o ocorrido, ele solta os pedaços da xícara no chão. Lion se aproxima outra vez do irmão que continua da mesma forma, ele segura a mão de Aron.

– Você ficará bem, eu lhe prometo, meu irmão.  – Diz Lion observando que Aron dorme profundamente.


Alim e Galbo estão amarrados, temem por saber que estão em um ninho de Corpios, eles se olham, estão um de frente para o outro.

– Quem será que está por trás disso? – Pergunta Lion tentando olhar em todas as direções com a finalidade de ver alguém, mas não vê uma alma viva sequer.

– Com certeza o feitiço do Aron no Vale das Trevas não deve ter atingido a todos, meu amigo. – Responde Alim mesmo não sendo a resposta que seu fiel cavaleiro precisa.

– Um feitiço daquele tamanho não é facilmente driblado, Milord, mas pode ser que alguém não tenha estado no exato momento. – Comenta o cavaleiro se calando em seguida após o sinal que Alim  faz com a cabeça.

Os dois conseguem ouvir galhos secos que estão no chão se quebrando, porém não conseguem ver ninguém, e tudo pode ficar ainda mais perigoso com o cair da noite. Uma chuva fina se inicia deixando depois de alguns minutos, rei e cavaleiro molhados, suas vestes parecem pesar o dobro do que costumam pesar. Galbo e Alim se espantam ao verem tamanha criatura aparecer entre os dois.

– Quem é você? – Pergunta o rei já irritado com a situação em que está sendo submetido.

O gigante sorri para ambos,que se  irritam ainda mais.

– Eu disse que eles não eram confiáveis, Milord. – Diz Galbo ao encarar com raiva o gigante a sua frente.

– Pelo visto você realmente tinha toda razão, Galbo. – Lamenta o rei, não por seu cavaleiro ter razão, mas pelos gigantes realmente não serem criaturas confiáveis.

– Calem a boca! – Grita Ornobo antes de retirar sua espada do cinto eh sua cintura e caminhar um pouco a frente fazendo tudo tremer. – Quando sua raça está em jogo, você sendo o líder, deve fazer qualquer coisa para protegê-los. – Divaga o gigante se mostrando sábio.

Alim pensa no que o gigante acabara de dizer, e concorda mentalmente voltando seu olhar para Galbo.

– O que você quer de nós,  gigante? – Questiona Alim sem demonstrar qualquer intimidação mesmo estando amarrado.

– Ornobo, meu rei, me chamo Ornobo. Não sou eu quem quero algo diretamente com vocês. – Responde o gigante levantando sua espada para o alto.

Lion e Galbo pensam que pode ser o último suspiro deles,  pois estão indefesos e se a espada que o gigante carrega os tocar, não haverá um novo minuto. Galbo fecha os olhos a espera de sua morte rápida, assim como Alim, mas ambos são surpreendidos quando sentem suas cordas se afrouxarem, estão livres, Ornobo as cortou com a lâmina da espada em suas mãos.

– Eu não farei parte disso, nem que minha raça tenha que ser extinta. – Grita Ornobo para alguém que rei e cavaleiro não veem. – Vocês devem ir, não são vocês quem  correm grande perigo, mas sim o Reino de Viturius. – Alerta o gigante se mostrando bondoso.

– Obrigado, nunca me esquecerei disso. – Agradece o rei se pondo a caminhar para o Norte.

– Ninguém jamais esquecerá de seu reinado, Alim. – Afirma o gigante Ornobo ao se virar na direção oposta em que Galbo e Alim seguem justamente no momento em que Motâmia aparece.

– Então você quebrou nosso acordo, Ornobo. Saia da minha frente, gigante burro. – Grita a feiticeira com grande raiva, mas não é atendida pelo gigante. – Você sairá por mal, então. – Reva Insoria Karezabra.- Pronuncia Motâmia.

Ornobo não espera pelo feitiço de Motâmia, o gigante se cobre com sua capa e desfere um empurrão na feiticeira, que é arremessada longe batendo em uma árvore e desmaiando.

– Isso fará com que você aprenda a não se meter com quem não quer o mal de ninguém, bruxa. – Grita Ornobo.

O gigante retira sua capa mágica, assim como outros gigantes que estavam por perto o tempo todo. Um humano está entre eles, é jovem e se aproxima de Ornobo.

– Você sabe o que fazer, Eran.  – Diz Ornobo confiante.

Eran caminha um pouco mais a sua frente e olha na direção em que Motâmia caiu, seus olhos castanhos ficam azuis. Ele estende as duas mãos.

Refrato Lumina Focora. – Pronuncia Eran  fazendo com que um círculo de fogo apareça em volta de Motâmia. O círculo se fecha rapidamente e queima a feiticeira.

Alim e Galbo correm rapidamente e não olham pars trás, só param ao bater em Perion, todos caem no chão. Alim se levanta de forma muito rápida e saca sua espada, mas abaixa o instrumento assim que vê Perion.

– O que você faz aqui? – Pergunta Alim ajudando Perion a ficar de pé.

– Aconteceu uma coisa no Palácio e eu vim buscá-los. Fico feliz  que vocês estejam bem, mas agora é melhor seguirmos para Viturius. – Diz Perion.

Galbo se levanta do chão, olha para trás e respira aliviado ao ver que tudo passou.

– Você não vai me dizer o que aconteceu, Perion? – Questiona Alim.

– Eu juro que não sei de verdade o que aconteceu realmente, mas tem a ver com isso tudo que aconteceu com vocês. – Afirma o jovem olhando para Galbo.

Os três se aproximam, Alim guarda sua espada.

– Arapato Ibarano Cronzaria. – Pronuncia  Perion fazendo com que os três desapareçam em pouco segundos.


Perion, Galbo e Alim chegam no Castelo mais rápido que um raio. O rei estranha o silêncio no ambiente, ele segue pelo corredor. Galbo olha para Perion, que está com lágrimas nos olhos.

– O que aconteceu de verdade, Perion? – Pergunta Galbo.

– O Aron parece que foi envenenado, Galbo, não sei se ele já despertou, mas tomara que não seja nada, que ele esteja bem. – Conta Perion.

Alim entra no quarto e encontra Aron em pé próximo da janela junto de Lion. Alim se aproxima de Aron, que o encara. O Mago percorre com seu olhar misterioso toda a face do rei, que sente algo estranho acontecendo.

– O que aconteceu, pequeno?  – Pergunta o rei segurando a mão de Aron.

– Vai ficar tudo bem, irmão. – Afirma Lion antes de sair e deixar rei e mago sozinhos.

A porta se fecha, e Aron abraça fortemente o rei, que sente a tristeza dele. Uma tristeza originada de algo que eke jamais imaginou que pudesse acontecer.

– Não tenho mais magia, Alim. – Responde o mago se pondo  a chorar  copiosamente no ombro do rei, que afaga seus cabelos na tentativa de consolar um pouco o seu companheiro.

– Eu irei protegê-lo com a minha vida. – Afirma o rei antes de intensificar o abraço que dá em Aron, desejoso de que a tristeza dele desapareça, mesmo que não seja fácil.

CONTINUA

Anúncios

9 comentários sobre “O Mago: Capítulo 12 (Terceira Temporada)

  1. 😥 😥 😥 😥 😥 😥 Nossa migo, sem magia….. eita! Por um momento achei que isso ia acontecer, mas no fundo achei que o nome do capítulo Sem Magia, era a aventura de Galbo e Alim sem o mago, por isso do nome… Mas agora fez mais sentido, nossa migo sacanagem! Mas foi um capíulo excelente… e gostei muito da abordagem que deu, mais sobre o sentimentos!

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s