Meias Palavras


conversacion_interna


Ele nunca teve vontade própria, a vontade existia, mas foi aprisionada ainda em seu nascimento, e desde então, ele vivia sob as vontades alheias, se era certo ou não, lá estava ele fazendo o que os outros também faziam, mas tudo isso terminou quando sua própria vontade mesmo aprisionada, falou alto, e ele a escutou.

Anúncios

13 comentários sobre “Meias Palavras

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s