Devaneios 



Quem é merecedor

de tamanha dor

Que aperta o peito

Que não parece ter jeito

De desaparecer

Parece que só faz crescer

Ninguém vai entender

De onde se originou

Tamanha dor que passou

E luas depois voltou

Talvez por um sentimento mal vivido

Medo desmedido

Essa dor se instalou

Ninguém merece tamanha dor!

Anúncios

4 comentários sobre “Devaneios 

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s