Filho da Neve: Capítulo 1

Era uma vez, um reino construído a base de felicidade, um reino onde todas as pessoas eram felizes, apesar dos pesares. O Rei Morlop era justo e honesto, diferente do seu pai, que por sua vez foi um rei que espalhou muita tristeza, mas Morlop conseguiu reverter isso graças a sabedoria magnífica de sua rainha, Naroma.

A felicidade só não atingia um único ser,  Lormio, irmão mais velho de Morlop que carrega uma grande mágoa no coração por não ter sido ele o escolhido para comandar todo o reino de Felito, e depois de tentar várias vezes assassinar o irmão, ele acabou sendo descoberto, porém conseguiu fugir antes que seu irmão o mandasse para a forca por traição. Lormio passou a viver nas sombras, sempre prometendo voltar ao Reino.

É inverno rigoroso , a noite gelada, o silêncio inquietante denuncia com pavor a volta de Lormio para o reino como ele mesmo havia prometido quando partiu.

A rainha Naroma está aflita, caminha de um lado para o outro no aposento real, ela beija constantemente a testa do pequeno bebê que repousa em seus braços.

– Tudo ficará bem, meu filhinho, não deixarei que o seu tio lhe faça mal algum. – Afirma a Rainha dando mais um leve beijo, agora na face branca feito leite do bebê.

Um dos criados abre a porta do quarto,  olha para a Rainha e depois para o bebê nos braços dela.

– É chegada a hora, milady, temos de salvá-lo, pois só assim o futuro do rei de Felita  estará seguro. – Diz o criado enquanto se aproxima da rainha.

– Eu sentirei muita falta dele, muita, mal pude  cuidar dele como eu queria. – Diz Naroma chorando.

A porta do quarto está aberta, Morlop entra e abraça sua esposa, e beija a testa de seu filho em seguida.

– Temos de levá-lo, Naroma, é a única chance dele sobreviver, a única chance nossa de vermos o reino novamente. Nós não podemos com o Lormio, não podemos, e eu me culpo por isso. – Diz Morlop caminhando até a janela.

– Você não tem culpa, Morlop. Isso será difícil, mas eu vou fazer. – Afirma Naroma dando um último beijo na face do menino.

Naroma entrega o pequeno para o seu criado.

– Cuidarei dele com a minha própria vida! – Promete o criado enquanto envolve o bebê em uma manta branca.

– Não deixe que o peguem, Isbaio! – Pede o rei.

– Não deixarei de forma alguma, Milord!  Diz Isbaio, o criado.

Isbaio sai do quarto do rei e da rainha, ele entra em uma passagem secreta e caminha o mais rápido que pode até sair em um local cheio de árvores e coberto por neve. Isbaio olha para o céu e vê duas luzes intensas subindo.

– Isso não vai durar muito tempo, Milord e Milady, prometo. – Diz Isbaio  voltando a caminhar com certa dificuldade por causa da neve.

O criado sente uma forte presença de magia, e pára, ele olha para o bebê que sorri para ele.

– Príncipe Ilon de Felito, você será o nosso libertador, desculpa não poder acompanhar você em sua jornada, mas tenho certeza de que você se sairá muito bem quando chegar a hora. – Diz Isbaio colocando o bebê sobre a neve, que começa a sugar a criança.

Isbaio chora com tal despedida, ele sente algo perfurar seu peito, é uma flecha. Isbaio cai na neve e morre, um homem encapuzado desce de seu cavalo negro e vai até o corpo de Isbaio.

– Pobre Isbaio, se tivesse escolhido o lado vencedor, nada disso aconteceria. – Lormio sorri.

Um outro cavaleiro se aproxima de Lormio.

– Senhor, conseguimos, o reino é nosso! – Comemora o cavaleiro.

Lormio olha para o cavaleiro, e toca o rosto do homem com firmeza.

– Nosso não, Aramo, meu, o Reino é só meu. – Afirma Lormio enquanto olha no fundo dos olhos de Aramo. – Agora vamos ao Castelo, o meu lugar de direito. – Diz Lormio enquanto sobe em seu cavalo.

Aramo sobe no cavalo e segue logo atrás de Lormio, assim que os dois se afastam, a neve começa a brilhar intensamente.

CONTINUA

Anúncios

27 comentários sobre “Filho da Neve: Capítulo 1

  1. Amigo, Filho da Neve é meu novo vício de 2017????? Com certeza! Migo, adorei esse primeiro capítulo, teve um ritmo muito bom! E posso falar, você escreve bem fantasias, o jeito da narrativa lembro um pouco da sua escrita em o Mago, adorei! Com que frequência você vai postar Filho da Neve? Quantos capítulos terão?

      1. Lógico que você tem que escrever o que tiver vontade e não pode se limitar também a um gênero, tudo tem que ser explorado, mas explore bastante a fantasia…. 😀 😀 😀 Eu vou amar!!!

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s