Diálogo Inventado 

– Você não deveria estar triste desse jeito.

– Como eu deveria estar?

– Você sabe como deveria estar. Você acha que o fim é realmente o fim, mas não é.

– Fui deixado para trás.

– Correto, mas a culpa não é sua quando a decisão de partir foi da outra pessoa.

– Mas eu devo ter feito alguma coisa pra potencializar isso tudo.

– Sim, fez, você alimentou algo que já tinha partido, você se enganou, tentou driblar a verdade e se envenenou de mentiras.

– Eu fiz tudo errado.

– Outra verdade, mas ficar no errado só vai piorar toda essa situação. Você sabe que não errou de fato, mas tenta plantar um campo de cogitações inexistentes só para achar uma explicação que suavize sua dor, dor essa que não deveria existir.

– Você tem razão. Eu entrei na mata do desespero, e cavei o abismo que agora habita em meu interior.

– Esse abismo não pode ficar aí aberto para sempre, tenho certeza que logo ele estará fechado para nunca mais se abrir, pois me parece que agora a lição foi aprendida.

– Qual lição?

– A de não entregar seus sentimentos em uma bandeja de prata para alguém que não sabe cuidar com a devida dedicação.

– Eu fui um tolo.

– Uma hora ou outra todos acabamos sendo tolos, mas o segredo é não pegar gosto pelas tolices.

Abraço apertado, amigo amado, Diálogo Inventado.

Anúncios

6 comentários sobre “Diálogo Inventado 

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s