Luz dos Olhos: Capítulo 15


Arraial, Casa de Brenda, Sala, Noite

Gonçalo coloca as mãos na cabeça, fica mais uma vez, pensativo.

GONÇALO: – Estou tentando entender, tentando encontrar o motivo que levou ele a fazer isso comigo, quase ter me matado, quase ter tirado o Rodrigo para sempre de nós.

BRENDA: – Não tem motivos concretos, Gonçalo. O Cássio escolheu o caminho dele, não há justificativa para as barbaridades, os crimes que ele cometeu.

GONÇALO: – Ele deveria estar na cadeia, Brenda, não por ter roubado o dinheiro que também era dele, claro, mas por ter feito o que fez, por ter nos separado dessa maneira, por ter planejado se livrar de mim como se eu nunca tivesse sido importante na vida dele. O Cássio deixou de ser meu irmão.

BRENDA: – Não se martirize por ele que não merece. Você está aqui agora, Gonçalo, apesar de tudo, e você será feliz, mas ele não.

GONÇALO: – Você continua a mesma doce mulher de sempre, Brenda, mas eu não posso deixar isso dessa maneira, ele vai pagar pelo que fez.

Brenda abraça Gonçalo que chora.


Arraial, Casa dos Matoso, Sala, Noite

Ingrid está sentada junto de Rodrigo vendo televisão, Rui e Bibiane os observam.

BIBIANE: – Deus agiu no momento certo, se outra pessoa tivesse me contado, eu realmente não teria acreditado.

RUI: – Muito menos eu, meu amor. Meu amigo está vivo, e agora está bem, eu nem consegui assimilar tudo isso ainda.

BIBIANE: – Será que ele já sabe que foi o Cássio que planejou tudo?

RUI: – Com certeza, Bibiane, mas não é o presente que me preocupa, e sim o futuro que parece ser bem incerto.

BIBIANE: – Sei que o Gonçalo sempre foi seu amigo, Rui, mas tenta ficar longe dessa história, pois nós sabemos do que o Cássio é capaz.

RUI: – Eu não garanto nada, Bibiane, pois se meu amigo precisar de mim, caso se lembre de quem eu sou, não exitarei em ajudar.

BIBIANE: – Cabeça dura, mas toma cuidado, pois eu não posso nem imaginar, não quero nem imaginar se o Cássio souber que o irmão está vivo.

RUI: – Eu também não, Bibiane.

Rui beija a testa de Bibiane.


Arraial, Hotel Drummond, Apartamento 13, Manhã 

Ramón está deitado na cama, ele abre os olhos e olha para a janela que havia deixado aberta, a luz do sol entra sorrateira, ele sorri.

RAMÓN: – Vamos deixar de preguiça, pois hoje é o início de uma nova fase, uma boa fase, vou ver o idiota do Cássio ficar sem nada, sem nada.

Ramón se levanta,  está apenas de cueca, ele pega o celular em cima da poltrona, e rapidamente digita o número pretendido.

RAMÓN (ao celular): – O carregamento já saiu?

HOMEM (do outro lado da linha): – Sim, doutor Ramón, agora só esperamos o momento certo para agirmos.

RAMÓN (ao celular): – Perfeito! Eu só quero o motorista ileso, o resto pode acabar com tudo.

HOMEM (do outro lado da linha): – Será como o doutor manda!

RAMÓN (ao celular): – Me mantenha informado!

Ramón encerra a ligação, ele sai na varanda do apartamento.

RAMÓN: – Vou adorar ver sua cara quando receber a notícia, Cássio, por isso eu vou para Cavalcante Robato agora (sorri).

O sorriso de Ramón é farto.


Nevedo, Rodovia Assis Cruz, Manhã 

Um caminhão da empresa Cavalcante Robato segue para a Cidade de Arraial após sair de Nevedo, o motorista vai tranquilamente, sem se preocupar, por isso se assusta quando dois carros entram em sua frente e obrigam ele a parar o veículo. O motorista está com medo, ele freia bruscamente, bate a cabeça no volante com violência e desmaia. Quatro homens, dois de cada carro saem e vão rapidamente até o caminhão, um deles  retira o motorista, os outros três  começam a pegar galões de gasolina no porta-malas do carro.

HOMEM: – Botem fogo em tudo, pessoal, em tudo!

O homem sorri. Os outros três homens começam a jogar gasolina no caminhão,  um acende alguns fósforos e põe fogo, as chamas se alastram impiedosamentes, logo o caminhão e toda sua carga de grande valor é consumida pelas chamas, os homens deixam o motorista a beira da estrada e vão embora.


Arraial, Empresa Cavalcante Robato, Sala da Presidência, Manhã 

Cássio está sentado em sua cadeira, ele verifica alguns balanços feito pelo contador, e sorri com a possiblidade de ganhar muito mais dinheiro com o novo carregamento de contrabandos. A secretária entra com uma certa rapidez na sala de Cássio, que só levanta o olhar.

CÁSSIO: – O que houve?

SECRETÁRIA: – Aconteceu um desastre com noss0 carregamento, doutor Cássio.

CÁSSIO: – Como assim?

SECRETÁRIA: – O caminhão que transportava foi incendiado.

Cássio se levanta da cadeira extremamente enraivecido.

CÁSSIO: – Droga! Isso não poderia ter acontecido! (Grita).

SECRETÁRIA: – Posso fazer alguma coisa?

Cássio olha furioso para ela.

CÁSSIO: – Pode… suma da minha frente! (Grita).

A secretária sai rapidamente da sala de Cássio, que começa a andar de um lado para o outro.


Arraial, Casa de Brenda, Sala, Manhã

Brenda está olhando pela janela, uma chuva fina começa a cair, ela sorri, Gonçalo se aproxima.

GONÇALO: – Sei que estou me comportando como um estranho, mas prometo me esquecer dessa mania, Brenda.

BRENDA: – Normal, Gonçalo, nós ficamos separados por vinte anos, por mais que quiséssemos que tivesse sido só vinte segundos, não foi. Eu te amo como sempre amei.

GONÇALO: – Eu te amo também, Brenda, e sei que foi esse amor, mesmo eu estando sem memória é que me fez ficar bem para você, meu amor.

Gonçalo beija Brenda que se entrega ao desejo, ao amor por aquele que ela jamais se esqueceu. Gonçalo se afasta sorrindo.

GONÇALO: – Você é inesquecível, Brenda!

Brenda sorri para Gonçalo.

GONÇALO: – Eu tenho que fazer isso o que vou fazer, Brenda, espero que você não fique com raiva de mim.

BRENDA: – Jamais ficarei com raiva de você, só prometa que vai se cuidar e vai voltar pra mim, e pro seu filho.

GONÇALO: – Eu prometo!

Gonçalo abraça Brenda.


Arraial, Empresa Cavalcante Robato, Sala da Presidência, Manhã 

Ramón entra mesmo sem ser anunciado, ele vê Cássio sentado cabisbaixo no sofá.

 RAMÓN: – O que houve aqui?

Cássio levanta o olhar e encara Ramón.

CÁSSIO: – O que você veio fazer aqui?

Cássio se levanta e encara cada vez mais Ramón que mantém a mesma postura.

CONTINUA…

Anúncios

2 comentários sobre “Luz dos Olhos: Capítulo 15

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s