O Mago: Capítulo 3 (Segunda Temporada)


picsart_12-04-08.20.03-1.jpg

A Bruxa e a Fênix 


Aron segue em cima do cavalo, logo atrás vem Alim, que não demora muito para alcançar o jovem mago, os dois ficam lado a lado, olham de forma tímida um para o outro. Aron olha para trás e vê Galbo disfarçando, ele sorri.

– Posso saber onde estamos indo, Sir Alim? -Pergunta Aron-

Alim sorri e olha para Aron que ainda se mantêm repleto de dúvidas.

– Vamos a um local que é muito especial para mim, é uma surpresa, nada de trapaça. -Alim sorri-.

– Se é uma surpresa então  não vou invadir sua mente  e tentar ler. Vou deixar que a surpresa me surpreenda.

-Você retornou muito sábio, pequeno!

– Você não me achava sábio? -Aron sorri ao perguntar-.

– Não muito, tinha vestígios, mas não era muito.

Aron aproxima o cavalo em que está montado um pouco mais do cavalo de Alim.

– Depois diz que me ama!

Alim para o cavalo.

– Por amar você que eu não posso mentir. -Alim sorri-.

Galbo os observa de longe.

Os três começam a subir  um morro, às árvores vão desaparecendo aos poucos, logo é possível ver somente arbustos que margeiam o caminho por onde o rei, o mago e o cavaleiro real passam.



Alguém observa os três com um certo fascínio, está trajando uma capa preta que deixa impossibilitado de qualquer um enxergar seu rosto, mas quando a pessoa sorri, é possível notar os dentes, alguns deles já destruídos, seu sorriso é de más intenções. O capuz é jogado para trás, o rosto de uma senhora é revelado, a face esquerda é toda formada em cicatriz, provavelmente advinda de um incêndio, já a face direita é tomadas por rugas.

– Tenho enfim a grande chance que eu tanto esperei pacientemente. Você não será rei por muito tempo, meu caro Alim, não se depender exclusivamente de mim.

A senhora, velha bruxa chamada Norádia abre as mãos que até então estavam fechadas, um anel aparece, ele brilha intensamente.

-Minha joia preciosa agora eu preciso de você mais do que nunca, e tenho certeza de que você fará o seu trabalho com excelência, não irá me decepcionar.

A velha bruxa mantêm os olhos fixos em cima do anel, os olhos dela ficam totalmente vermelhos, ela sorri.

– Crimedunuris firamosla Atracan otrova -Pronuncia Norádia-.

O anel passa a brilhar com mais intensidade, e rapidamente desaparece. Norádia mantêm os olhos vermelhos.

– Agora é esperar que ele vá para o dedo certo, que é do tão bravo e destemido cavaleiro. Quero ver o Rei morto e logo poderei destruir esse equilíbrio insignificante.

Norádia coloca novamente o capuz e vira um corvo, que sai voando na direção oposta a de que os três homens estão seguindo.



Galbo acaba ficando um pouco para trás devido a disputa que Alim e Aron começam a travar para ver quem é melhor na corrida de cavalos, ele sorri vendo os dois se divertindo.

– Parecem duas crianças -Comenta Galbo enquanto sorri-.

Alim e Aron param seus cavalos e ficam olhando um para o outro.

– Temos que parar de fazer isso!

– Isso é divertido, Aron.

– Só se for para você Sir Alim que já está acostumado.

Alim desce de seu cavalo, ele se aproxima do cavalo em que está Aron e ajuda o jovem mago a descer.

– Já chegamos?

– Sim, e agora você descobrirá qual é a surpresa.

Aron sorri enquanto se aproxima de Alim.

– Você acha que eu não já não sei?

Alim tem a sobrancelha arqueada.

– Eu disse pra você não ler minha mente -Alim sorri-.

Aron toca o rosto de Alim com a mão esquerda.

– Não é necessário ler sua mente para saber o que passa nessa sua cabeça, Sir Alim. Você é mais transparente que água.

Alim abraça Aron, os dois fecham os olhos e apertam o abraço. O abraço é desfeito quando Aron abre os olhos e vê Galbo se aproximando meio cambaleante.

– Ele não está bem! -Diz Aron-.

Alim se vira e vê Galbo quase caindo. Aron e Alim correm até Galbo e o seguram antes que ele caia.

– O que houve com você, Galbo?  -Alim tenta entender-.

-Eu não sei Milord, só me senti fraco de um momento para o outro.

Aron toca a cabeça de Galbo.

– Nós precisamos voltar, Alim, ele precisa de ajuda.

– O que você viu, Aron?

– É algo muito além de mim, é algo extremamente forte.

– Voltaremos então!

Alim e Aron colocam Galbo no cavalo e retornam pelo mesmo caminho. Galbo parece estar desacordado, no seu dedo anelar da mão esquerda há um anel, o mesmo anel que Norádia possuía. Galbo abre os olhos, eles estão totalmente vermelhos, ele pega a espada em sua cintura, Aron estranha, mas intervém antes que Galbo ataque Alim. Galbo cai do cavalo, mas se levanta rapidamente.

– O que está acontecendo com você, Galbo?

– Sai da minha frente, Aron. Tenho assuntos a tratar com o rei, somente com o rei.

– Você não fará nada com ele, eu não deixarei!

Alim desce do cavalo e empunha sua espada, ele fica ao lado de Aron.

– Ele não é o Galbo, tenho certeza que não é.

Alim olha para Aron com dúvidas.

– É o Galbo, Aron!

– Eu sei, é o corpo dele, mas as ações não são do Galbo, algo o controla, tenho que descobrir o que é.

Galbo avança contra Aron.

Arap Enroter -Pronuncia Aron-.

Os olhos de Aron agora estão totalmente azuis. Galbo fica paralisado, mesmo assim é possível ver a expressão de força em seu rosto tentando se livrar do feitiço.

Um forte vento traz um corvo negro que logo se transforma em Norádia bem na frente de Aron.

– Quem é você? -Questiona Aron-.

– Aquela que dá a verdadeira importância para a magia desse Reino, que quer vê-la dominar tudo e todos em Viturius, sou Norádia -olha para Alim- e tenho dever de destruir o último rei desse Reino.

– Eu não vou deixar, vai ter que passar por mim! -Diz Aron-.

– Como você quiser jovem mago. Você poderia ser muito bem sucedido ao meu lado mas decidiu ficar com o lado fraco, então sofra as consequências. Orebiru morthurus – Pronuncia Norádia-.

Aron não tem tempo para se defender, é arremessado longe, ele cai já tentando se levantar, mas não consegue. Norádia desfaz o feitiço de Aron em Galbo rapidamente com um único olhar.

– Acabe com o rei meu servo, mate-o!

Galbo avança contra Alim que se defende com sua espada, os dois começam a travar uma batalha, uma luta que pode significar a morte de um deles. Aron consegue se levantar com bastante dificuldade, ele consegue ver o anel no dedo de Galbo.

– Então é isso! -Pensa Aron-.

Os olhos de Aron tornam a ficar azuis, ele mira o anel no dedo anelar da mão esquerda de Galbo.

Fretorit Rivamok -Pronuncia Aron-.

O anel se quebra totalmente. Norádia grita em desespero, pois sua ligação com o anel era incontestável, ela cai agonizando. Galbo está livre do domínio do anel, ele olha para a espada que segura e que está na direção do rei, logo ele muda a sua direção e acerta em cheio um golpe em Norádia, Aron olha diretamente para a espada.

Crominusi Briterop Mortus – Pronuncia Aron-.

A espada que Galbo segura emite um brilho intenso, logo a velha bruxa é reduzida a pó. Aron se deixa cair, Alim corre até ele.

– Você está bem?

– Só minhas costas é que dói um pouco, mas isso deve passar logo, tenho certeza.

Galbo se aproxima dos dois.

– Milord, caso não me queira mais na guarda real, eu entenderei!

Alim olha para Galbo.

– Não vejo motivos para não querer você na guarda real . Você estava sobre o efeito da magia, do feitiço do anel, você não fez nada.

– Obrigado, Milord!

Galbo se asfalta, está cabisbaixo.

– Agora eu vou cuidar de você -Alim olha para Aron-.

– Você é o pior médico que eu já vi, Sir Alim -Aron sorri-.

– Tem certeza disso?

Aron pensa.

-Tenho não!

Alim beija  Aron.

– Podemos ficar aqui para sempre -Diz Aron-.

– Não podemos, não agora! -Alim sorri-.

– Estraga prazer!

– Você  aguenta se levantar, Aron?

– Vou precisar de você!

Alim pega Aron nos braços e o beija, nesse momento uma luz azul percorre todo o corpo de Aron, que se cura.

– Nosso beijo é reanimador.

Alim sorri.

– Não só o beijo!

Alim coloca Aron em cima do cavalo, ele sobe em seguida.

– Eu amo muito você -Diz Alim-.

– Nós compartilhamos desse amor infinito, eu também o amo muito Sir Alim.

O cavalo começa a trotear. Galbo  vem logo atrás, ele sorri vendo o rei e o mago juntos.

– O que você ia me mostrar, Alim?

– Nada muito importante, outro dia voltaremos, e aí sim, você saberá da minha surpresa para você.

Aron vira um pouco a cabeça e olha para Alim, que olha atentamente para o caminho.

– Como se eu não soubesse o que é -Aron pensa-.

Aron sorri, Alim  olha para ele.

– Eu sabia que você havia lido minha mente.

– Não foi por mal querer, juro, eu não aguentei de curiosidade.

Alim beija o pescoço de Aron.

– Tudo bem, pequeno -Alim sorri-.

Cada vez eles se afastam mais de onde batalharam com a bruxa Norádia. O pó que restou da bruxa começa a se movimentar, e logo é possível perceber a formação de uma bela mulher , que se levanta  nua e sorri.

CONTINUA


Peço desculpa pelo atraso da publicação dessa história, mas estava sem Internet devido ao temporal que visitou a cidade na noite de hoje.

Anúncios

22 comentários sobre “O Mago: Capítulo 3 (Segunda Temporada)

  1. Até que enfim conseguir ler, eu comecei a ler esse capítulo umas 6 vezes e toda hora aparecia alguem para conversar comigo……. Não me deixavam ler em paz meu capítulo de o Mago hahahahahaha 🙂 Só consegui terminar de ler agora… 2:30!

      1. Valeu! Sim hoje a noite têm mais um capítulo!!!!! Aeeee!!!!!!!!!! Ah, eu tava navegando por aí e encontrei algo sensacional para começar o dia, compartilhei com você no twitter, depois da uma olhada… é pra começar a sexta muito bem!!!! hahahahahahaha

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s