Desejo de Viver: Capítulo 23



Cidade de Vale das Pedras, Hospital 

Pedro está sentado no sofá da sala de espera, ele tem as mãos postas sobre a cabeça, cessara o choro, mas a dor é a mesma. José está próximo a janela, observa o movimento fora do hospital, ele pega o celular e nota várias chamadas perdidas de Vítor.

JOSÉ (pensa): Com certeza minha sentiu. Não tenho forças para dizer nada.

Pedro olha para o relógio pendurado na parede, ele coloca as mãos em forma de oração.

PEDRO (pensa): Já passaram cinco horas desde o início da operação, por favor, senhor, não permita que coisas ruins aconteçam -suspira- não saberei viver sem ela, não saberei.


Bairro Morro Alto, Casa de Sônia

Rafaela tenta movimentar sua cadeira de rodas, mas Sônia impede a filha.

RAFAELA: Deixa eu passar, mãe!

SÔNIA:  Você não vai passar, Rafaela. Você ficará aqui até esclarecermos tudo isso na presença da polícia.

RAFAELA: Vocês não tem provas contra mim. Eu não serei acusada disso.

SÔNIA: Com quem você estava falando no celular? Sua cúmplice ou seu cúmplice? Não acredito que criei você pra que se tornasse uma boa pessoa e me surpreende se tornando isso.

Rafaela está cabisbaixa, chora.

SÔNIA: Suas lágrimas não vão me amolecer dessa vez. Chega de passar mão na sua cabeça, você terá o que merece.

Sônia deixa Rafaela sozinha na sala.


Bairro do Rosário, Casa de José 

Vítor está abraçado a Berenice, que se mantém preocupada com a filha.

BERENICE: Eu sei que aconteceu algo com minha filha, eu posso sentir.

VÍTOR: Vou ligar novamente para o José para saber o que está acontecendo. Espero que ele atenda dessa vez.

Vítor se levanta do sofá, ele vai até a janela da sala, liga para José que dessa vez atende.

VÍTOR (ao celular ): Sua mãe está aflita, José, ela acha que aconteceu alguma coisa com a Catarina.

JOSÉ (do outro lado da linha): Aconteceu, José, mas só conta para ela quando vocês estiverem aqui no hospital.

VÍTOR (ao celular): Tudo bem! Vou tentar manter ela calma até chegar aí.

Vítor encerra a ligação, guarda o celular no bolso, ele retorna para perto de Berenice.

VÍTOR: Vem comigo! Só não pergunta nada ainda, quando chegarmos lá,  você saberá.

Berenice e Vítor saem de casa, entram no carro e seguem para o hospital.


Edifício Castro,  Apartamento de Rodolfo 

Rodolfo está pronto para sair, Amanda vem do quarto, ela olha para o pai.

AMANDA: Você vai ao hospital, pai?

RODOLFO: Vou sim, filha. O José me contou que o Nestor já acordou, então quero ver como ele está.

AMANDA: Eu vou com o senhor, quero saber como está a Catarina.

RODOLFO: Então vamos!

Rodolfo abre a porta, Amanda sai, ele também sai e fecha a porta do apartamento.

AMANDA: Eu espero que tudo fique bem.


Bairro Navegante, Casa dos Lemos 

Amélia sorri fartamente, está feliz.

AMÉLIA: Só falta um último  passo para eu conseguir tudo o que eu quero, e não tenho dúvidas de que irei conseguir, mas antes tenho que tirar essa pedra aleijada do meu caminho para sempre, para sempre.

Amélia liga a televisão em um canal qualquer, ela pega o celular de cima da mesa de centro e vê várias mensagens de Rafaela.

AMÉLIA: Logo logo eu irei te ajudar, Rafaela.

Amélia tem uma expressão nada boa na face, um sorriso suspeito se forma entre seus lábios.


Hospital 

Nestor está deitado na cama de hospital, seu quarto é o 21, ele olha para o ventilador, seus olhos lacrimejam.

Flashback 

Nestor tira fotos de Catarina, ele está impressionado com a desenvoltura dela mesmo grávida, vários cliques, muitas fotos.

NESTOR: Jogue os cabelos para cima, Catarina e sorria.

Catarina faz o que Nestor pede. Nestor ouve um rangido, ele para de fotografar, todos que estão a sua volta, afastados, estranham. Rapidamente a estrutura do cenário começa a despencar. Nestor tenta puxar Catarina, mas é atingido nas costas por uma luminária, e cai.

PEDRO (grita): CATARINA!!!

Catarina tenta sair, Pedro tenta salvar sua amada, mas quando reage ao choque, Catarina já está caída no chão com um grande pedaço do cenário em cima de seu corpo. Nestor fecha os olhos, está desmaiado.

Fim do Flashback

Nestor olha para a porta, que se abre. Pedro entra.

NESTOR: Eu queria ter salvo ela!

Pedro se aproxima da cama onde está Nestor.

PEDRO: Você tentou, Nestor.

Nestor fica cabisbaixo.

NESTOR: Como ela está,  Pedro?

PEDRO: Estamos esperando o fim da operação.

NESTOR: Tudo vai dar certo, Pedro. Vamos nos apegar a Deus, agora mais do que nunca.

Pedro segura a mão esquerda de Nestor.

PEDRO: Obrigado mesmo, Nestor, muito obrigado!

A porta do quarto se abre, Amanda e Rodolfo entram. Pedro cumprimenta os dois com um leve aceno de cabeça e sai. Nestor olha Pedro saindo.

AMANDA: Você está melhor, Nestor?

NESTOR: Sim, mas não queria que a Catarina tivesse em perigo.

RODOLFO: O Pedro está bem triste.

NESTOR: Não é para menos, pai. Eu também estaria.


Sala de espera, Hospital 

José abraça Berenice, que chora copiosamente no ombro do filho. Vítor está parado próximo da entrada da sala, Pedro entra, abatido. Berenice vê Pedro, ela sai do abraço do filho e segue até ele, os dois se olham, até que ela o abraça.

BERENICE (Chora): Vamos acreditar que ela ficará bem, Pedro.

PEDRO (Chora): Eu acredito!

Gustavo entra na sala, logo após vem Rodolfo e  Amanda. Pedro se aproxima de Gustavo.

PEDRO: O que houve? Deu tudo certo? Como eles estão?

Gustavo olha para todos na sala. Pedro continua encarando Gustavo, espera uma resposta.

GUSTAVO: Nós fizemos de tudo!

Pedro ao ouvir essas palavras, se deixa cair de joelhos no chão.

PEDRO: Meu Deus! NÃO! Meu Deus, Por favor, NÃO!

GUSTAVO: Conseguimos salvar somente o bebê.

José abraça Pedro, os dois choram.

PEDRO (chora): Eu não sei o que será de mim sem ela, José, eu não sei.

JOSÉ (Chora): Você precisa ser forte, você escutou o que o Gustavo disse?

Pedro balança a cabeça afirmativamente, ele continua chorando.

PEDRO: Eu não sei se eu conseguirei, eu não sei!

CONTINUA…

Anúncios

2 comentários sobre “Desejo de Viver: Capítulo 23

  1. AI MEU DEEEEEEEEUS JAIIIIIR. 😭😭😭😭😭😭😭 Pq vc fez isso, man? Ai, que aflição no peito. Fiquei bastante abalado agora. Por isso que vc temia esse momento, neh? Muito triste a morte de Catarina. Sofri aqui. Nn tenho mais o que falar. Parabéns, apenas. Muito boa a sequência e foi o melhor capítulo até aqui. 🙂

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s