O Próximo Alvo: Capítulo 11


Sítio Pedra Azul, Zona Rural de Líbero 

Ana está assustada, ela se senta novamente no sofá e coloca a mão sobre a boca.

ANA (assustada): Eu não consigo acreditar que o senhor está vivo, tio, como pode isso?

CARLOS (sorri): Você tem muito o que saber, Ana.

ANA: Todos nós achamos que o senhor estava morto, tio.

CARLOS: Foi necessário, Ana. Você sabe agora do que seu vô é capaz e logo eu seria uma grande ameaça pra ele.

ANA: Quem mais sabe que o senhor não morreu, Tio?

CARLOS: Somente as pessoas de confiança.

Atrás do sofá, alguns metros de distância há uma porta, essa porta é aberta, Ana ouve o ranger da porta e se vira, seus olhos ficam arregalados.



Rodovia Pessoa Noriega

Lucas e Olívia estão no carro, pretendem ir para capital, e se assustam ao ver um carro capotado às margens da rodovia, eles param o carro em que estão e saem. Lucas corre para perto do carro e avista um homem ferido, sem pensar, ele tenta desafivelar o cinto, mas não consegue.

OLÍVIA: Toma aqui!

Olívia entrega uma faca para o irmão, que corta o cinto e consegue retirar o homem de dentro do carro. O homem desperta e sorri para Lucas.

LUCAS: O que houve aqui?

HOMEM: Emboscada, eles pegaram a Morgana. O Magno pegou a Morgana!

LUCAS: Como você se chama?

HOMEM: Fernando Ludiato 

LUCAS: Vamos levar você para o hospital!

FERNANDO: Não, eu preciso continuar a viagem. Eu preciso entregar as provas para polícia!

LUCAS: Você não está em condições. Vamos te levar para o hospital.


Apartamento de Thiago, Edifício Líbero 

Thiago recebe um telefonema, uma conversa bem rápida, logo ele desliga o telefone e chuta o sofá.

THIAGO: Esse velho vai me pagar!

TÚLIO: O que houve, Thiago?

THIAGO: O Magno conseguiu reverter esse jogo.

TÚLIO: Como assim?

THIAGO: Ele está com a Morgana, e quase matou o Fernando -olha pra Túlio- acho melhor você ir para onde está a Ana.

TÚLIO: Mil desculpas, senhor, mas não irei! Pra mim já deu das maldades desse velho.

Túlio segue para o quarto de hóspede.


A noite chega

Sítio Pedra Azul, Zona Rural de Líbero

Ana anda pela varanda da casa, procura entender o que ficou sabendo durante a tarde.

ANA: O Túlio está correndo perigo!

Carlos sai da casa e olha para sobrinha.

CARLOS: A gente tem que ir, Ana. 

ANA: Vocês vão pra qual lugar?

CARLOS: Vamos todos para capital,  é a hora da verdade. Ele tentou matar o Fernando e a Morgana, seu pai nos avisou.

ANA: Deixa eu ir com vocês.

Alguns passos são ouvidos, uma mão pousa sobre o ombro de Ana, que se vira.

ENRICO:  Melhor não, Ana. Não podemos arriscar! Não sabemos se meu pai já sabe de alguma coisa. Acredite, é pro seu bem! 

ANA (conformada): Está bem, eu ficarei, tio!

IVO: Tudo pronto, pessoal? 

CARLOS: Sim, já podemos ir!

ANA: Vai dar tudo certo!

Carlos,  Ivo e Enrico entram dentro do carro, e partem. Ana olha o carro sair da propriedade,  ela se senta no degrau da escada.

ANA (chora): Eu não posso deixar que meu vô cometa mais maldades! Tenho que fazer algo.

Ana olha para todos os lados, e vê um carro parado ao lado da casa.



Apartamento 21, Edifício Líbero 

Dentro de um dos quartos do apartamento, Araban está chorando, ela se levanta da cama e se aproxima da porta.

ARABAN (grita): Me tira daqui! Me tira daqui, mãe.

Araban bate forte na porta. Ela se afasta quando percebe que a porta será destrancada.  A porta se abre e Madonna entra.

MADONNA: Para de fazer escândalo! 

ARABAN:  A senhora é a pior mãe do mundo.

MADONNA:  Cala a boca!

Madonna se aproxima de Araban, que bate na cara da mãe. Um abajur é usado para atingir a cabeça de Madonna, que cai desacordada.

ARABAN: Monstro!

Araban sai do quarto e segue pelo corredor até perto da escada onde avista seu vô na sala conversando ao celular. 

MAGNO (ao celular): Como assim você deixou aquela vadia da Morgana escapar?

HOMEM (do outro lado da linha): Ela é  esperta, senhor! Já procuramos ela pelo  bairro, mas não achamos.

MAGNO  (ao celular -irritado): Incompetentes!

A ligação é encerrada. Magno caminha para o escritório bufando de raiva.



Bairro Canudos, Apartamento de Sílvia, Edifício Dourado

Diana está sentada no sofá, ela olha para o celular,  ansiosa por alguma informação dos seus colegas de trabalho sobre o paradeiro de Enrico e Ivo. Ela olha para o lado direito pra ver se Sílvia já vem, mas não vê nada.

DIANA (intrigada): Cadê ela? 

Diana levanta do sofá e se dirige para cozinha.

DIANA: Sílvia,  o que houve aí? 

Diana não obtém resposta. Ela chega na cozinha e não vê ninguém alí,  somente a chaleira com a água no fogão.

DIANA: Ela veio para cá ou me enganei?

Diana volta pra sala e passa para o outro corredor, olha em todos os quartos e nenhum sinal de Sílvia.

DIANA (se questiona): Será que ela foi lá pra baixo?

Diana pega o celular do bolso e liga para Sílvia, mas ninguém atende.


Apartamento de Thiago, Edifício Líbero 

Thiago vai até o quarto de hóspede, estranha ao não ver Túlio no quarto.

THIAGO: Onde será que ele foi?

Thiago chega no quarto e encontra as gavetas do roupeiro reviradas e tiradas do lugar. Ele se aproxima de uma delas.

THIAGO: Ele pegou a arma!  Meu Deus! 

Thiago revira dentro de seu armário e pega um objeto embrulhado em um jornal, e sai do quarto.



Apartamento 21, Edifício Líbero 

Magno fuma um charuto cubano quando as luzes se apagam do nada, ele nem se preocupa, tira o charuto da boca.

MAGNO (sorri): Esse edifício Líbero não é mais o mesmo desde que morei aqui com a Lucrécia. 

Magno percebe um vulto passar pela porta, ele se levanta.

MAGNO: Quem está aí? Responda!

Magno dá a volta na mesa com dificuldade por causa da escuridão. Ele percebe um sorriso vindo da pessoa estranha que entrara.

MAGNO: Não vai me dizer quem é você? 

Magno dá dois passos para trás ao perceber que está sob a mira de uma arma.

MAGNO: Você não vai ter coragem, eu sei que não vai! 

A arma é engatilhada. Magno arregala os olhos, o tiro é disparado, o velho cai sob a mesa.

MAGNO: Vo-cê ven…ceu!

Magno morre.

CONTINUA…

Anúncios

4 comentários sobre “O Próximo Alvo: Capítulo 11

  1. O capítulo teve algumas coisas que achei um pouco rápida de mais o que me causou estranheza, mas no final o resultado foi positivo. Quem matou Magno? Tá na cara que pode ser Túlio ou Morgana, afinal, as cenas que mais demostrou esses culpados foram as mais detalhadas. Parabéns, Jair! 🙂

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s