Fruto Proibido: Capítulo 2


Pedras Na Janela 

 


Fazenda Liberdade, Zona rural de Serra Nova

  Guilhermo chega em casa junto com Marcello, está enfurecido,  ele empurra o filho para dentro de casa com uma certa violência. Giovanna, mãe de Marcello se espanta com a atitude do marido.

     – O que houve, Guilhermo?         Pergunta Giovanna abraçando Marcello.

     – Seu filho está metido com os Solaris outra vez.        Responde Guilhermo enquanto retira um charuto do bolso.

Giovanna olha com certa raiva para o marido. Marcello sobe para o quarto.

     – Você e suas tolices do passado que persistem até o dia de hoje, Guilhermo.              Diz Giovanna se sentando no sofá da gigantesca sala, na sede daquela fazenda.

     – Não é tolice, mulher! Não quero o Marcello envolvido com quem quer que seja daquela família.              Guilhermo diz já com o tom de voz alterado.

     – Você não vai prender nosso filho, eu não vou deixar, ele pode fazer amizade com quem ele desejar!            Diz Giovanna enfrentando Guilhermo.

  Guilhermo retira o charuto da boca, se aproxima de sua esposa com um olhar amedrontador.

     – Não me enfrente, Giovanna!             Guilhermo diz olhando nos olhos dela.

     – Pelo Marcello, eu te enfrento sim, Guilhermo. Para com essa bobagem de achar que os Solaris são perigosos, pois eles não são.   Afirma Giovanna ao encarar o marido.

  O casal se fuzila com os olhos. Guilhermo nunca viu sua esposa o enfrentar de tal maneira, e Giovanna é capaz de tudo para proteger seu único filho.



Fazenda Belo Monte

   Víctor chega cabisbaixo, passa pela sala e nem cumprimenta a mãe como sempre faz, ele segue direto para o quarto. Juliana vai atrás do filho,  quer entender o que se passa. Víctor vai até seu armário e retira de lá uma caixa velha, ele se senta na cama e começa a abrí-la. Juliana bate na porta antes de abrir.

     – O que aconteceu com você,  filho?           Pergunta Juliana colocando a cabeça para dentro do quarto.

     – O de sempre, mãe! Não posso ser amigo do Marcello, não posso estar com ele.             Víctor responde abaixando a cabeça.

   Juliana entra e fecha a porta, caminha até a cama do filho e se senta ao lado dele.

     – Isso é o pai dele quem diz, filho! Você quer ser amigo do Marcello, então seja amigo  dele, nem eu e nem seu pai vamos nos opor.           Diz Juliana.

  Víctor abre um sorriso ao olhar para mãe, ele abre a caixa e de lá retira duas caixas pequenas, abre uma delas sobre o olhar atento de Juliana, e retira seis sementes de dentro, ele as pega na mão.

     – Quero dar isso pra ele algum dia, mãe! Ele é tudo pra mim.   Diz Víctor.

     – E sua mãe aqui?            Brinca Juliana.     – Eu entendo, filho! O Marcello é muito especial pra você.           Afirma ela.

 Víctor fica envergonhado, Juliana o abraça.

     – Você fica mais bonitinho ainda com vergonha, filho.         Diz Juliana abraçada em Víctor.


  Como os galos da região de Serra Nova gostam de cantar, cantam mais do que em outro lugar qualquer. A madrugada sem lua esconde Víctor que leva um lampião para iluminar o caminho, ele pula a cerca da Fazenda Liberdade e vai até a sede, para embaixo do quarto de Marcello, revira os bolsos da calça e pega três pedras, então arremessa a primeira, espera para ver se a janela será aberta, mas nada acontece, a segunda pedra alcança o telhado, resta uma, que acerta em cheio a janela ao ser arremessada, a janela se abre.

     – Na primeira pedra eu já tinha levantado, Víctor.       Sussurra Marcello debruçado na janela.

     – Desce aqui!          Pede Víctor sussurrando também para não ser ouvido.

     – Não! Sobe você aqui!          Diz Marcello.

   Antes que Marcello pudesse dizer que só estava brincando, Víctor se pendura na grade que sustenta várias plantas e sobe com cautela, logo está na janela.

    – Era brincadeira, Víctor!             Marcello diz sorrindo.

    – Vai me fazer voltar?         Pergunta Víctor.

    – Não!            Responde Marcello enquanto se afasta da janela.

 Víctor entra no quarto, acaba esbarrando em algo e derrubando, Marcello corre e abraça ele.  Segundos depois, Guilhermo bate na porta do quarto, Víctor e Marcello estão paralisados.

Continua…


#BEDS38

Anúncios

7 comentários sobre “Fruto Proibido: Capítulo 2

Então, o que você achou? Deixe sua resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s